Implantes Dentários

Reposição segura para um dente perdido

Implantes Dentários

Os maiores riscos para quem faz implante dentário

O implante dentário é uma alternativa mais atual para a reposição dentária do que uma prótese fixa, ou uma prótese removível, mas podem oferecer riscos. O implante é usado ​​para repor a raiz de um dente perdido e servirá de apoio para um dente artificial chamado de prótese ou coroa. A prótese sobre implante é feita para se assemelhar aos demais dentes naturais da pessoa e também oferecer força de mastigação semelhante. 

Uma reabilitação oral com implantes dentários, normalmente é a melhor opção mas em poucos casos, podem haver alguns riscos com os implantes dentários. Conheça então os 5 maiores riscos do implante dentário : 

1 - Risco de quebra do implante 

Pacientes que rangem apertam os dentes (bruxismo) podem exercer muita força nos implantes, com aumento nas chances de quebras ou fraturas nos implantes ou nas peças que compõe as próteses sobre implante. 

Nos pacientes que tem bruxismo também aumentam os riscos de soltura de parafusos que fixam a coroa do implante. Quando isso acontece, o paciente relata que o implante está "mole". 

Porém não podemos confundir a prótese ficando solta, com o pino do implante se soltando do osso (que é algo muito mais grave). 

O mais comum é que quando o problema é só do dente do implante solto, o paciente não sinta dor, enquanto que na perda do implante sempre há dor. 

Se o implante se fraturar ou se soltar do osso, deve ser feito novamente, recomeçando o processo de implante dentário do zero. 

A culpa do meu implante ter fraturado é do dentista?

Há vários fatores a considerar, alguns deles seriam o material da prótese, o número e posicionamento dos implantes, técnica cirurgia correta, material do implante dentário, tipo de componentes protético escolhido, tipo de conexão protética escolhida. 

Imaginando que os profissionais trabalham tentando fazer o seu melhor, é raro que exista uma negligência nesse sentido. Por isso o que vale mesmo é a boa vontade do paciente e do profissional em recomeçarem, talvez tentando melhorar ou aperfeiçoar alguma das estratégias.

 

Apresentação das partes do implante dentário: implante (no osso), pilar + coroa dental (dente artificial)  

2 - Inflamação nos Implantes e riscos

Podem ocorrer inflamações em um implante dentário, que se manifestam como dor, inchaço, dor ao mastigar, sangramento, e até a formação de pús no implante. 

Observe que em qualquer área da medicina em que se utilize uma peça artificial dentro do corpo humano pode haver uma reação adversa de rejeição. 

Esse fenômeno de rejeição pode ocorrer em relação ao implante dental ou a um material que se utilizou associado como um enxerto ósseo ou uma membrana protetora. 

Também pode ocorrer uma infecção bacteriana nos implantes que podem até impedir a integração óssea (união ao osso). 

Por esse motivo todos os tratamentos na ImplArt começam com uma limpeza oral completa, além da remoção de qualquer doença infecciosa como cáries e doença periodontal. 

O paciente só vai realizar a cirurgia de implante se estiver com sua boca limpa e saúde oral boa. Isto é possível mesmo que o paciente ainda não tenha todos os dentes. 

Com o término das próteses sobre implantes, ensinamos o paciente a higienizar corretamente o implante dentário.

  

Inflamações nos implantes levam a problemas estéticos, gengivais e ósseos

3 - Riscos de Lesões nos nervos da face 

A lesão no nervo da mandíbula pode acontecer na cirurgia do implante dentário. Na região do fundo da boca na arcada de baixo  existe um nervo, chamado que pode estar muito superficial, especialmente se o paciente está sem os dentes por muitos anos. 

Em pacientes com doença periodontal avançada a perda de osso pode também colocar em risco o nervo devido a sua proximidade. 

Para diminuir os riscos de lesões ao nervo e parestesia, o dentista especialista em implantes irá  realizar os exames de imagem. 

O exame mais pedido é a radiografia panorâmica mas uma tomografia computadorizada de feixe cônico ajuda a medir o osso e planejar o implante. 

Cirurgia guiada por computador

Para minimizar ainda mais os riscos podemos executar a cirurgia de implante total ou parcial guiada por computador, que oferece pouca invasividade e permite um perfeito posicionamento do implante, sem margem a erros. 

Implantes tortos ou mal posicionados podem apresentar má integração óssea ou mesmo rejeição. 

Não é em todos os casos que conseguimos recuperar o paciente da lesão do nervo bucal ou de implantes mal colocados. 

A depender da gravidade do problema, uma lesão no nervo da mandíbula poderá acarretar em sequelas como uma dormência no queixo ou a perda de sensibilidade na língua ou à sensação de sabores (gustação). 

Na ImplArt 100% dos casos são operados com tomografia computadorizada que poderá ser feita em nosso centro de radiologia próprio. 

 

Cirurgia Guiada para implante diminui os riscos de erros no posicionamento do implante dental

4 - Riscos ao osso ao redor dos implantes 

A perda óssea pode acontecer em um implante que sofreu infecção enquanto cicatrizava no osso. 

Além disso, em casos nos quais é feita a carga imediata, ou seja um dente provisório ou definitivo é colocado em posição logo após a cirurgia há mais risco de perda óssea e também do implante. 

Isto ocorre pois o implante recém colocado ainda não tem uma fixação ao osso madura e precisa depender exclusivamente de seu travamento mecânico no osso para se fixar. 

Na maioria das vezes, se a indicação e a técnica estão corretos a carga imediata funciona bem, mas nos casos de falha na carga imediata a consequência pode ser grave como por exemplo acarretando uma grande perda óssea na região. 

Existem modelos de implante dentário mais avançados que possuem melhorias para o encaixe do dente e também no química da superfície para que a cicatrização no osso ocorra mais rápido e mais eficientemente.  

Hoje temos implantes dentários que permitem a realização de um dente definitivo em 1 mês ! 

Conheça os modelos de implantes dentários que apresentam as melhores avanços como os Implantes Straumann, Implantes cone-morse Neodent (nacional), Implantes SIN (nacional) 

Os formatos e os modelos de implante tem a ver com as indicações clínicas

5 - Aumento nos fatores de risco – saúde e hábitos do paciente 

Existem riscos para o sucesso do tratamento com implantes que não dependem do profissional nem dos materiais utilizados mas sim de fatores do paciente. 

Falhas na limpeza dos dentes, o hábito de fumar, a existência de diabetes aumentam a chance de problemas com o implante dental. 

Nesta matéria, discutimos apenas os RISCOS em implantes dentários, entretanto as taxas de sucesso do implante dentário são muito altas principalmente para as técnicas atuais da Implantodontia executada por um especialista em implante dentário. 

O implante dentário é um tratamento excelente, mediante boa indicação, planejamento e execução.