• Início

Alternativa ao implante dentário – Tipos de próteses

Você não quer fazer um implante dentário e procura uma alternativa? A reabilitação oral com implantes dentários pode restaurar o sorriso, devolvendo à pessoa um ou mais dentes perdidos. Mas eventualmente esse procedimento pode não ser indicado para todos os casos. Vamos entender alguns motivos e conhecer as alternativas disponíveis.

Tipos de Próteses dentárias

Uma prótese dentária é um dispositivo protético fixo ou móvel, usado para preencher as lacunas deixadas por dentes ausentes.

Uma prótese dentária móvel (removível) pode ser também uma indicação mais adequada para adolescentes cujos ossos ainda estão crescendo.

Existem alguns tipos de pontes dentárias:

Prótese dentária adesiva em resina

Consiste em um dente protético com aletas em ambos os lados. As aletas são fixadas com resina nos dentes vizinhos, ao lado do espaço na boca. Esse tipo de ponte não exige que os dentes laterais sejam preparados ou desgastados, em contraste com o que ocorre em ponte tradicional.

A Prótese dentária adesiva pode ser usada para repor um dente perdido. Em geral este tipo de prótese dental é usada como um dente provisório durante a cicatrização de um implante dentário.

Prótese Dentária Fixa sobre Dentes

A prótese dentária fixa é composta normalmente por três elementos dentários, sendo o primeiro e o ultimo suportados em dentes a o elemento central é pôntico, a qual preenche o espaço deixado pela ausência de um dente.

A prótese fixa pode ser fabricada em zircônia pura computadorizada, porcelana com estrutura de zircônia ou porcelana com metal estrutural (metalocerâmica).

Esse tipo de ponte dentária em porcelana é considerado mais resistente do que as próteses adesivas coladas com resina.

Uma desvantagem da próteses dentárias fixas é que não apresentam separação entre os dentes e portanto não permitem a higienização com fio dental tradicional.

Outra desvantagem é que a fabricação da prótese dentária fixa exige preparo (desgaste) dos dentes pilares laterais para suporte da ponte.

Por isso em caso de dentes vizinhos ao espaço que sejam saudáveis, esta prótese em geral não é usada, sendo melhor indicado um implante dental convencional, pois o implante odontológico não interfere nos vizinhos.

Prótese dentária fixa metalocerâmica para 3 dentes. Observe o metal estrutural (parte escura) e o revestimento com porcelana.

Prótese dentária com dente suspenso sem apoio (cantilever)

Algumas vezes é possível fazer uma prótese dentária fixa para apenas um dente, preso em apenas um dente vizinho.

Dessa forma, o dente artificial é suspenso (pôntico) apenas de um lado e utiliza outro natural como apoio, ou seja, o dente a ser reposto ficará suspenso com apoio apenas em um dente lateral.

Fazer uma prótese dental fixa em um dente apenas, exige preparo do dente pilar adjacente e anexa-se o dente pôntico (suspenso).

Esta solução de prótese com pôntico suspenso não é bem indicada em todos os casos pois ao ter só um apoio pode forçar e comprometer o dente de apoio.

Há duas indicações clássicas para este caso: Dente incisivo central superior, com incisivo lateral suspenso / Dente canino superior ou inferior, com incisivo lateral suspenso

Na prótese fixa com pôntico suspenso, um dente serve de apoio e precisa ser desgastado com essa finalidade.

Próteses dentárias parciais removíveis

A prótese dentária removível (PPR) é um recurso para suprir a falta de alguns dentes, sendo considerada também uma alternativa ao implante dentário mais barata.

Em uma PPR, os dentes que substituirão são afixados a uma base cor de gengiva e depois será presa aos dentes naturais.

A fixação da prótese dentária removível pode ser feita por grampos metálicos ou no caso de prótese parcial flexível, não há partes metálicas o que torna a prótese muito mais cômoda e estética.

Próteses completas (dentaduras) são necessárias no caso em que todos os dentes estão faltando. Quando utilizamos implantes dentais, podemos realizar uma dentadura fixa.

A prótese dentária flexível não possui grampos metálicos e é mais confortável para o paciente
Esquema de funcionamento de uma prótese dentária removível com estrutura e grampos de metal.

Vantagens das próteses dentárias removíveis

  • Custo mais acessível do que implantes dentários
  • Tratamento mais rápido

Desvantagens da prótese dentária removível

  • Não é capaz de paralisar a reabsorção óssea (perda óssea) pela falta de raízes dentárias. Em contrapartida, os implantes modernos fazem o papel de uma raiz e em geral preserva o volume ósseo.
  • Por consequência da perda óssea, há também um remodelamento gengival
  • Pode ser necessário troca-la depois de um tempo
  • apresentam grande mobilidade na boca
  • são volumosas na boca e incomodam algumas pessoas.
  • Nem sempre a estética fica ideal com as próteses móveis.

Quanto custa uma prótese dentária?

O preço de uma ponte dentária pode variar de acordo com o número de elementos dentários, da técnica empregada e dos materiais utilizados. Portanto, para saber o preço é necessário passar em uma consulta presencial para avaliar a melhor indicação.

Como é o tratamento com prótese dentária

Na consulta, além de examinar todo o estado geral da boca, o dentista verifica quantos dentes precisam ser repostos e logo depois apresenta as opções de próteses para solucionar o problema.

No caso de uma ponte dentária fixa, na primeira sessão é realizado o preparo dos dentes adjacentes, o que consiste na remoção do esmalte e realização de um desgaste.

Em seguida é realizado um escaneamento dos dentes preparados (molde digital sem massa).

O paciente utiliza uma prótese dentária provisória enquanto a definitiva é fabricada.

Nesse meio tempo, realizamos a ponte definitiva de acordo com o escaneamento e planejamento computadorizado em nosso laboratório de prótese digital próprio.

Em alguns casos, são necessárias algumas consultas para realizar provas para ajustes de forma e cor, no decorrer das fases de confecção da ponte definitiva.

A última sessão é agendada para cimentação da ponte definitiva.

O paciente recebe orientações para os cuidados diários, bem como voltar o consultório para realizar manutenção periódica.

Cuidados e manutenção de próteses dentárias

Com cuidados diários e visitas periódicas ao dentista para manutenção, as pontes podem durar vários anos. Os cuidados com uma ponte permanente não são muito diferentes do que com dentes permanentes, realizando a escovação pelo menos três vezes ao dia com creme dental com flúor, usando escova de cerdas macias. Uma escova interdental e uso de fio dental ajuda na limpeza entre os dentes.

Se você ficou com alguma dúvida sobre alternativa ao implante dentário, entre em contato conosco ou então agende sua consulta. Venha nos conhecer!

implante dentario em criança

Os implantes dentários podem ser feitos em crianças?

Acidentes esportivos ou de automóvel podem causar a perda inesperada de dentes por trauma em crianças. E nesses casos a realização de um implante dentário em uma criança ou adolescente é recomendada?

O que fazer se o dente da criança caiu?

A forma ideal de lidar com um dente que caiu – arrancado ou avulsionado, como os dentistas os chamam – é conservar o dente em solução salina (leite pode servir) compatível com o corpo humano. 

NÂO LIMPE O DENTE SE ELE CAIU NO CHÃO, O DENTISTA FARÁ ISSO DA FORMA CORRETA AO CHEGAR À CLINICA.

Traga o dente à Clínica ImplArt o mais rápido possível para aumentar as chances de uma reimplantação bem-sucedida.

Se o dente avulsionado não puder ser reimplantado, seu próximo pensamento pode ser um implante dentário. 

Seria esta opção segura para seu filho? E se não, quais alternativas você tem?

patins criancas dentes
Os esportes são grandes causadores de traumas nos dentes e às vezes da perda de dentes. Por isso certifique-se que seu filho usa as proteções adequadas. Os esportes que causam traumas mais comumente em jovens são o futebol, rúgbi, hóquei, basquete, bicicleta (ciclismo), skate e patins.

O que são implantes dentários?

Antigamente uma vez que um dente foi perdido, ele seria perdido para sempre. Porém, nos dias de hoje, não é esse o caso. Os implantes dentários são uma opção de odontologia restauradora que permite que os pacientes substituam os dentes perdidos por outros que parecem, tem sensibilidade e funcionam como dentes naturais. 

Os implantes odontológicos são a opção mais eficaz, previsível e duradoura para substituir um ou vários dentes perdidos. Se um dente for perdido, os pacientes devem considerar implantes dentários em vez de uma ponte dentária removível. Uma ponte dentária móvel pode substituir vários dentes que faltam em sequencia, mas os implantes dentários substituem pontualmente um dente, vários dentes ou mesmo todos os dentes da boca.

Quando um dente foi arrancado e não pode ser reposicionado, os implantes dentários podem ser necessários para restaurar o sorriso de uma pessoa. Primeiro, todos os pedaços remanescentes do dente antigo são removidas da cavidade dentária. 

A área é limpa e preparada para receber um parafuso de implante dental. Esse parafuso será colocado no osso da mandíbula, onde se cicatrizará. Após a cicatrização o paciente terá um dente feito sob medida e encaixado em cima do parafuso do implante odontológico.

Indicações para implantes dentários

Embora os implantes dentários sejam a forma padrão de substituir dentes permanentes ausentes em adultos, eles não são a opção certa para crianças

Isso ocorre porque os implantes dentários só podem ser colocados em pacientes cuja mandíbula terminou seu crescimento e desenvolvimento. Isso acontece quando os pacientes estão entre o fim da adolescência e o início da idade adulta.

Se um implante dentário for colocado em um paciente jovem, ele pode impedir o crescimento da mandíbula e impedir que outros dentes apareçam naturalmente. 

Os implantes dentários são colocados diretamente no osso e não têm um ligamento periodontal funcional, portanto, eles não se movem tão facilmente quanto os dentes naturais.

O implante dentário também não se movimentará com o uso do aparelho dentário por isso tem que ser colocado no lugar certo. As idades mínimas para implantes dentários são (pode variar a cada jovem):

  • Pelo menos 15 anos para meninas.
  • Pelo menos 17 anos para meninos.

A idade recomendada é diferente para cada sexo porque o crescimento ósseo nas meninas geralmente está completo antes do crescimento ósseo nos meninos. 

Nessa idade, a mandíbula provavelmente terminou de crescer ou pelo menos atingiu o ponto em que os implantes dentários provavelmente não afetarão negativamente o crescimento futuro.

Por isso em caso de jovens adolescentes podemos solicitar a análise sobre o ritmo de crescimento a um médico ortopedista.

Se não posso repor o dente da criança com um implante então o que posso fazer?

Em geral as crianças precisarão de um acompanhamento por dois especialistas o Ortodontista (especialista em aparelho dentário), e o Implantodontista (especialista em implante dentário) a fim de preparar a boca do paciente para receber um futuro implante.

Alternativas para implantes dentários

perda de dente acidente
A fixação com aparelhos dentários temporários pode ajudar a fixar dentes que ficaram moles após um acidente com jovens.

Poucos adolescentes e pré-adolescentes querem viver sem um dente. Em vez de ficarem com uma lacuna no sorriso, eles podem buscar alternativas enquanto esperam para ter um implante dentário dentro de alguns anos. Aqui estão algumas dessas opções:

  • Prótese parcial removível: esta prótese dentária removível tem um ou mais dentes artificiais fixados a ela, conforme necessário. Usar uma prótese parcial esconde o fato de que seu filho está sem um dente. Esta prótese parece um aparelho ortodôntico móvel de criança mas inclui um dente artificial.
  • Prótese adesiva: Escolha entre uma prótese dentária fixa suportada por dentes ou uma ponte provisória adesiva colada por resina. Uma ponte fixa exige que os dentes adjacentes à lacuna sejam desgastados para que uma coroa possa ser fixada para apoiar a ponte. Uma ponte adesiva ligada por resina não envolve este trabalho de desgaste dental  em dentes saudáveis e os dentes adjacentes não são danificados. Essas opções geralmente têm uma aparência e funcionam melhor do que uma dentadura removível.
  • Aparelho Ortodôntico: Se você já estava pensando em colocar aparelho para seu filho quando o dente dela foi arrancado, você ainda pode seguir em frente com seus planos. Um dente artificial pode ser conectado a um fio ortodôntico para preencher a lacuna deixada pelo dente avulsionado enquanto o aparelho corrige os dentes tortos e problemas de mordida. O aparelho permite ir modificando a arcada e mantendo o espaço certo para o futuro dente definitivo com implantes dentais.
  • Mantenedores do espaço: se seu filho for mais novo quando sofreu o acidente, é provável que um dente de leite tenha sido arrancado. Um dente permanente futuramente crescerá em seu lugar, mas para garantir que tudo permaneça alinhado corretamente até que isso aconteça, pode ser indicado um mantenedor de espaço. Estão disponíveis mantenedores de espaço removíveis e fixos, dependendo da situação do seu filho e de qual dente foi arrancado.

Sorrisos fortes para a vida de seu filho

Seu filho pode cuidar muito bem dos dentes, mas há emergências odontológicas que acontecem em um piscar de olhos. 

Uma emergência dentária, como um dente quebrado, rachado, lascado ou quebrado, pode acontecer com muito mais facilidade se os hábitos de higiene oral não forem suficientes. Escovar, passar fio dental e ir ao dentista são hábitos que podem ajudar seu filho a ter dentes fortes.

Para saber mais sobre a elegibilidade de seu filho para implantes dentários e as alternativas viáveis, entre em contato online conosco ou ligue para 11 3262-4750.

Produto clareador natural para os dentes

Problemas que podem surgir com um clareador natural para os dentes

Algumas pessoas buscam soluções estéticas fáceis e práticas de como clarear os dentes naturalmente com produtos naturais ou busca um clareador natural para os dentes com itens que possuem em casa.

No entanto é preciso ficar atento para estes produtos não causarem problemas nos dentes ou gengivas, mais do que ter benefícios. Vamos entender melhor a seguir.

Clarear os dentes com limão

Não é difícil encontrarmos receitas na internet e vídeos no youtube ensinando dicas caseiras para clarear os dentes com limão (misturas caseiras com sumo do limão ou esfregar casca de limão nos dentes).

clareamento dental limao
Não use o limão para o clareamento dental. O limão é muito ácido e faz mal aos dentes ao ser consumido diariamente. Mesmo em dietas ricas em limão o suco faz mais aos dentes. O suco ácido do limão desgasta quimicamente os dente e os deixa muito sensíveis.

O que poucos esclarecem é que a acidez naturalmente presente no limão agride o esmalte dentário causando com o tempo uma erosão ácida, ou seja, o uso frequente de limão sobre os dentes leva ao desgaste gradual do esmalte dentário, estrutura que não tem capacidade de regeneração.

O desgaste do esmalte dentário pode expor a dentina (camada sensível e mais escura do dente). Ou seja, ao invés de ganhar dentes mais brancos com limão, com o tempo os dentes podem apresentar mais manchas e sensibilidade dentária. Veja abaixo o aspecto da erosão dentária.

Erosão dentária química causada pelo uso excessivo de sucos ácidos.

Pelo mesmo motivo, não é recomendado usar com frequência nos dentes: laranja, banana, morango e vinagre de maçã (todos alimentos são ácidos).

Clarear os dentes com bicarbonato

O bicarbonato de sódio é um excelente elemento para retirar manchas superficiais nos dentes, pois tem ação micro abrasiva. É inclusive amplamente utilizado nos consultórios dentários durante limpezas profissionais. Entretanto é importante salientar que seu uso deve ser moderado, pois o efeito abrasivo em excesso também causa desgaste no esmalte dentário.

Outros produtos naturais

Não existe comprovação de que alguns produtos popularmente utilizados para clarear os dentes tenham realmente esse efeito ou de que podem ser utilizados com segurança. A princípio, algumas pessoas alegam ter resultados satisfatórios ao passar óleo de coco, sálvia, açafrão, cúrcuma ou a aloe vera (babosa) nos dentes.

No entanto não é uma prática recomendada por profissionais dentistas porque não há estudos ou garantias de que eles não causarão alguma irritação na gengiva ou algum dano nos dentes.

carvao dentes clareamento
O carvão ativado é um produto da moda para clarear os dentes em casa. Entretanto o material tem efeito temporário e pode desgastar os dentes, evite usar.

O mesmo pode ser dito para o carvão ativado por exemplo que é um material natural (da moda) que está sendo usado para escovar os dentes.

Como clarear os dentes de forma comprovada

Os géis para clareamento dental indicados pelo dentista são produtos aprovados pelos órgãos reguladores de saúde após muitos estudos e testagens, que garantem o uso seguro com resultados muito mais efetivos e duradouros.

clareamento dental cor
O clareamento dental feito pelo dentista permite mudar vários tons na cor de seus dentes.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o gel clareador não enfraquece os dentes e não danifica o esmalte dentário, pois ele não atua nessa camada.

O gel clareador de dentes para utilizar em casa sob supervisão do dentista retira manchas mais profundas e em muitos casos tem capacidade de clarear os dentes em um dia / clarear os dentes caseiro rapidamente, em contraste com os métodos caseiros que apenas removem poucas manchas superficiais.

Leia mais:

Produtos para clarear os dentes vendidos em farmácia

Como cuidar dos dentes do bebê, os dentes de leite

Os cuidados com a saúde bucal, antes mesmo de nascer os primeiros dentes de leite, geram benefícios para toda a vida. A dentição infantil passa por diferentes fases. Cada uma com sua importância e que exigem cuidados específicos para se obter uma dentição forte para toda a vida. Vamos começar abordando como cuidar dos dentes do bebê, os dentes de leite. E veremos como lidar com as diferentes fases da dentição.

Orientação para saúde bucal nos primeiros meses de vida

A saúde bucal é sem dúvida fundamental para a saúde em geral, já que tem papel em diversas funções, principalmente para a nutrição, a fala, desenvolvimento ósseo, para a estética e para o psicológico. Além disso os dentes decíduos, os chamados “de leite”, servirão como uma espécie de guia para a erupção dos dentes permanentes. Sem estes, os dentes permanentes podem nascer desalinhados, afetando diretamente a função mastigatória e a estética, podendo, nesse sentido, exigir posteriormente tratamentos ortodônticos ou mesmo de implantes dentários na fase adulta. Dessa forma, é muito importante que se mantenha o esforço em preservar os dentes do bebê, e evitar a ocorrência de cáries nesta primeira dentição.

A gestante já pode se orientar antecipadamente quanto às necessidades de cuidados com os dentes de seu bebê que vem chegando. Para mais informações, clique aqui.

Importância da amamentação para a dentição e saúde bucal

Os efeitos da amamentação geram benefícios até mesmo em longo prazo e é certamente muito importante para o crescimento e o desenvolvimento de estruturas bucais e faciais. Entre estes benefícios estão: mandíbula, ossos, articulações (ATMs), boa oclusão das arcadas, para o palato (céu da boca).

Além disso ajuda dar tonicidade muscular para mastigação e fonação, melhora as funções de sucção, respiração e deglutição. Para se ter uma ideia, cerca de vinte músculos orofaciais da criança trabalham ativamente no momento em que são realizados os movimentos para sucção do leite.

O uso de chupetas interfere na dentição e na saúde bucal?

Em princípio, o uso de chupeta não é recomendado pela maioria dos pediatras e odontopediatras, pois ela pode alterar a sucção, a respiração e a fala, causaria alterações nos arcos dentais e na musculatura facial.

Também na oclusão (mordida aberta, falta de contato nos dentes da frente) e precisar de um tratamento ortodôntico no futuro, além de ser uma fonte de contaminação, caso não haja higienização adequada.

Ou também pode estar associada ao desmame precoce por gerar uma confusão de bicos no bebê levando-o a uma sucção não nutritiva.

Como cuidar dos dentes do bebê, os dentes de leite (dentes decíduos)

Ainda assim, caso o uso da chupeta seja necessário, deverá ser por orientação do pediatra e preferencialmente no menor tempo possível. Ela deve ser oferecida apenas após a amamentação e a completa saciedade do bebê. Dessa maneira, o dispositivo supriria apenas a necessidade de sucção não saciada no decorrer da amamentação.

Higienização bucal e escovação dos primeiros dentinhos

Antes que erupcione o primeiro dente do bebê, já é recomendado realizar a higiene da boquinha do bebê. Pode ser por meio de uma gaze ou tecido macio, umedecidos em água filtrada ou previamente fervida. Ajuda a remover resíduos de leite na gengiva, língua e bochechas.

Quando os primeiros dentes começarem a erupcionar, acima de tudo, passam a demandar uma atenção especial em sua higienização. Recomenda-se que, primordialmente, haja esforço em evitar o hábito da famosa mamadeira noturna, aquela onde o bebê toma a mamadeira e em seguida adormece, sem qualquer higienização dos dentinhos. Os líquidos como leite, ou fórmula, e sucos, podem conter açúcar e ácidos que ocasionam a erosão do esmalte e sua decomposição, e como resultado, as primeiras cáries infantis podem aparecer.

Além disso, deve-se evitar compartilhar utensílios com as crianças, como talheres e copos, e sobretudo, não dar beijo em seus lábios. O objetivo é evitar a contaminação com bactérias que se encontram em nossa mucosa.

Primeira dentição sintomas

Na fase de erupção dos primeiros dentes (decíduos ou de leite), quatro incisivos inferiores, seguidos dos quatro incisivos no maxilar, geralmente surgem alguns sintomas.

Alguns são: o aumento da salivação, coceira, inchaço e vermelhidão gengival, vontade de morder, febre baixa, alterações de apetite e do sono, diarreia e irritabilidade no bebê.

Para alivio dos sintomas no nascimento dos dentes do bebê, podem ser utilizados mordedores frios e alimentos firmes e frios. Podem ser utilizados, por exemplo, pepino ou frutas cortadas em forma de palito, caso a ingestão de alimentos já esteja liberada pelo pediatra.

Também pode ser realizada massagens na gengiva com dedeiras ou gaze embebida com chazinho de camomila gelado. Para utilização de remédio para primeira dentição do bebê/remédio dente bebê nascendo, ou na ocorrência de febre e outras manifestações mais sérias, o pediatra ou odontopediatra devem ser consultados.

Logo após a erupção do primeiro dente (costuma aparecer entre o terceiro e o sexto mês de vida da criança), os pais devem realizar a higienização com uma gaze ou tecido macio umedecido em água filtrada, fervida. Também podem ser utilizadas dedeiras de borracha ou silicone, duas a três vezes ao dia. Nessa fase, a criança não deve ir dormir sem ser realizada essa higienização.

Nunca utilize açúcar ou adoçantes na mamadeira de seu bebê!

Com o passar dos meses, os pais devem adquirir segurança para iniciar a higienização com a escova dental de cerdas macias. A introdução da escova na higienização bucal deve ocorrer antes da fase de erupção dos molares – 14 a 20 meses de idade.

No mercado existem escova de dente para bebê e crianças, com certas e tamanho adequadas para diferentes faixas etárias (a partir de 4 meses de idade).

Creme dental e flúor, podem ser utilizados por crianças? Qual usar para cuidar dos dentes do bebê?

Atualmente, existem diversos tipos de cremes dentais, cada um indicado para uma faixa etária da criança. Com o intuito de adequar cada creme dental à necessidade de cada etapa do desenvolvimento, eles diferenciam-se pela concentração de flúor. A gradação da concentração aumenta conforme o crescimento da criança. Da mesma forma que a escolha do creme dental exige atenção, a quantidade a ser utilizada em cada escovação também ser levada em consideração: até os três anos de idade, a quantidade não deve ultrapassar ao tamanho de um grão de arroz cru.

A partir dos três anos, o tamanho deve ser aumentado a equivalência de uma ervilha pequena. Felizmente temos no mercado alguns tipos de pasta de dente para bebê e crianças.

Quando levar a criança ao dentista?

Em alguns casos, quando o pediatra identifica anormalidades na boca do recém-nascido, ou alguma dificuldade para amamentação e por consequência ganho de peso baixo, além do um médico pediatra, um profissional de odontopediatria também pode ser consultado para obter orientações. Sobretudo, é importante ter em mente que a saúde bucal envolve não somente os dentes, mas a gengiva e os lábios.

No entanto, em geral, é recomendado que a primeira consulta odontológica seja realizada antes do primeiro ano da criança. Com o intuito de uma verificação preventiva, estas primeiras consultas visam orientar os pais sobre a correta higienização, e as fases vindouras da dentição, para que os pais possam se preparar para as mudanças nos dentes do bebê. Como tratamento preventivo, podem ser realizadas profilaxias ( limpeza ), aplicação de selantes ou uso de flúor tópico.

Como reduzir os riscos de cárie nos dentes de leite?

Para reduzir o risco de cárie dentária, os profissionais de saúde devem ser consultados principalmente para obter aconselhamento sobre escovação adequada dos dentes da criança e nutrição, controlando dessa maneira o acumulo de placa bacteriana e a redução o consumo de açúcar da dieta.

Quando a criança já for liberada pelo pediatra para ingerir alimentos, o controle do que será oferecido à criança, é de extrema importância, tanto nesta fase inicial, quanto ao longo de toda a infância. Inegavelmente , crianças que se alimentam com consumo excessivo de açúcares, terão reflexos diretos em sua saúde bucal.

Problemas que podem surgir na primeira dentição se não tiver os devidos cuidados:

  • Cárie – causada por bactérias
  • Erosão – causada por consumo excessivo de alimentos industrializados açucarados e ácidos (refrigerantes, biscoitos, sucos prontos, etc)
  • Problemas de oclusão e formação dentária

Leia sobre alimentos que fazem bem para os dentes

Fraturas nos dentes de leite: o que fazer?

Em primeiro lugar, procurar a parte do dente quebrado para descartar a ingestão acidental. Colocá-lo em leite ou soro fisiológico para que, se possível, o dentista possa reimplantá-lo.

Procurar um dentista especializado em odontopediatria para avaliar o grau de comprometimento do dente e tomar as condutas adequadas para o caso.

Em alguns casos pode ser realizado um tratamento de canal com o intuito de manter a saúde do dente e guiar a erupção do dente permanente de forma natural.

No caso de perda total do dente, o dentista avaliará a melhor conduta. Mas, quase sempre optará por alguma alternativa ortodôntica, seja manter o espaço aberto com dispositivo especifico ou promover a erupção antecipada do dente permanente.

Certamente, focar-se em que os dentes decíduos se mantenham saudáveis ao longo de toda a sua vida útil, é a melhor estratégia para promover a formação saudável dos dentes permanentes. Dessa maneira, os esforços de prevenção e hábitos saudáveis, realizados já nos primeiros meses de vida da criança, darão frutos que serão colhidos ao longo de toda a vida da criança.

Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco ou então agende uma consulta.

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011