Tag: ósseo

Pós-operatório do implante dentário

O período pós-operatório do implante dentário é bastante parecido com o de outras cirurgias odontológicas com relação as sensações de inchaço, dor e até pequeno sangramento. Desde que suportáveis, essas sensações são normais e devem desaparecer em cerca de três dias. O período de recuperação do pós-operatório de implantes dentários é variável, já que existem muitos fatores que influenciam nisso, como as condições dos tecidos ósseo e gengival, complexidade da cirurgia, técnica cirúrgica, tipo de implante e condições gerais de saúde do paciente.

Alguns cuidados e medidas devem ser adotados nesse período para evitar problemas pós-cirúrgicos. Na ImplArt Odontologia, o paciente já sai do consultório com todas as orientações necessárias para seguir nesse período, lembrando que o sucesso do implante dentário depende muito da colaboração do paciente com relação a esses cuidados.

Cuidados para o período pós-cirúrgico de implantes dentários:

  • Tomar corretamente a medicação prescrita (normalmente antibióticos, anti-inflamatórios e analgésicos).
  • Respeitar o tempo de repouso indicado pelo cirurgião.
  • Não fazer esforços.
  • Dar preferência por ingerir alimentos leves e frios. Evitar alimentos quentes nos primeiros dias para impedir edemas e possíveis sangramentos.
  • Dependendo da complexidade da cirurgia, o paciente pode ingerir alimentos líquidos e pastosos nos primeiros dias para facilitar a alimentação e dessa forma evitar esforço mastigatório.
  • Podem ser feitas compressas frias por fora para que diminua o inchaço (se houver).
  • Pressionar com muito cuidado uma gaze estéril sobre o local da cirurgia se houver sangramento.
  • Realizar a higienização oral de forma cuidadosa. Usar apenas produtos recomendados pelo cirurgião.
  • Tomar cuidado com movimentos bruscos ao rir, falar, tossir, espirrar, cuspir, sugar ou bochechar. Na medida do possível é bom evita-los.
  • Não fumar e beber.
  • Evitar a exposição ao sol.

O tempo de cicatrização do implante dentário depende de alguns fatores, como por exemplo, se foi realizado enxerto ósseo junto, tipo de implante que foi utilizado, se foi feita reconstrução gengival, etc. Alguns pinos de implante têm tecnologia que favorece e acelera o processo cicatricial. Se algum desses sintomas se tornar por demais desagradável no período pós-operatório, é recomendado que o paciente entre em contato com a nossa equipe ou retorne ao consultório o quanto antes. Em caso de dúvidas sobre pós-operatório do implante dentário, agende uma consulta ou entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo!

Consequências silenciosas da perda dos dentes que não são repostos

Por mais simples que pareça, a perda dos dentes que não são repostos pode trazer consequências para a saúde e funcionalidade bucal no futuro. Muita gente não sabe, mas quando um dente cai ou é extraído, ou simplesmente não nasceu, o organismo inicia um processo chamado reabsorção óssea. Isso ocorre porque o corpo entende que o osso, que antes era responsável por sustentar o dente, já não tem mais função e passa a ser “consumido” gradativamente.

O tecido ósseo perde volume na altura e na espessura e essa descompensação pode gerar um desequilíbrio que afeta principalmente os dentes vizinhos. A deformidade óssea pode fazer que com os dentes remanescentes entortem ou girem. A ausência de um dente pode fazer com que seu dente oposto se movimente.

Por exemplo: uma pessoa perde um dente inferior e não repõe, o dente de cima, que até então fazia contato com o inferior tende a “descer”. Além de prejuízo estético, dentes tortos ou encavalados podem dificultar a passagem de fio dental e a escovação, principalmente nos pontos de contato dos dentes.

O que causa a perda dos dentes?

Como sabemos, uma higienização oral precária é o ponto de partida para o acúmulo de placa bacteriana, tártaro e o surgimento de cáries. Outro problema que pode surgir com o entortamento dos dentes é a má oclusão dentária, uma disfunção que afeta o perfeito encaixe entre as arcadas. A má oclusão dentária está relacionada com problemas como apneia do sono, disfunção nas articulações têmporomandilbulares e assimetria facial.

Portanto, o paciente que perdeu um ou mais dentes e não os repõe pode precisar de tratamento ortodôntico no futuro. A ausência dentária também pode dificultar a mastigação e fazer com que o indivíduo não se alimente direito, deixando de consumir nutrientes importantes e prejudicar sua saúde de uma forma geral.

Perda dos dentes e consequências

Outro ponto importante que vale ser ressaltado, é que a perda de dentes sem reposição por um longo período pode dificultar a colocação de implantes dentários no futuro. Não significa que a cirurgia de implantes seja uma coisa inviável nesses casos, mas a perda óssea decorrente da reabsorção é considerada um caso especial na implantodontia. Normalmente o implante dentário precisa de volume ósseo suficiente para ser inserido e lá se manter fixo por muitos anos.

Então, obviamente, o paciente sofreu perda de volume ósseo precisará de implantes com diâmetro e altura especiais ou até mesmo passar por procedimentos para reconstrução da estrutura óssea com enxertos. Além disso, o tempo de espera entre cirurgia, cicatrização do implante e colocação da prótese pode eventualmente ser maior. Para evitar esses e outros problemas, é recomendado que a pessoa faça a reposição de dentes perdidos por implantes dentários e próteses o quanto antes.

Prevenir continua sendo a melhor saída!

Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Implante Straumann® Bone Level Tapered (BLT)

A ImplArt Odontologia sempre busca oferecer qualidade nos procedimento e nos materiais utilizados nos implantes dentários. Por isso trabalha com implantes Straumann, empresa suíça líder mundial em pesquisa e desenvolvimento de soluções na Implantodontia. O Implante Straumann Bone Level Tapered (BLT) possui formato cônico e dessa forma possibilita a utilização até mesmo em paciente com certo comprometimento ósseo.

O formato cônico também favorece a estabilidade primária do implante no osso. Os implantes Bone Level Tapered possuem tecnologias que tornam a instalação de implantes dentários cada vez menos invasiva e com cicatrização cada vez mais rápida. Veja algumas delas a seguir: 

  • Tecnologia Roxolid – o implante é confeccionado com uma liga de titânio zircônio que preserva o osso e reduz a necessidade de enxerto ósseo. Ela torna o procedimento minimamente invasivo, ou seja, com essa tecnologia o pós operatório é menos dolorido e a cicatrização é mais rápida. 
  • Tecnologia SLActive – a superfície dos implantes foi cancelada para estimular a formação óssea ao seu redor (necessária para estabiliza-lo) e a aceleração da cicatrização. Dessa forma, temos uma melhor previsibilidade dos resultados e o sucesso do implante é maximizado. 

A ImplArt Odontologia é especializada em colocação de implantes e próteses dentárias. O Dr. Roberto Markarian, diretor clínico da ImplArt, é implantodontista, membro do ITI – International Team for Implantology, uma entidade ligada à Straumann que congrega os melhores especialistas mundiais para o desenvolvimento de novos produtos e técnicas. 

Se você ficou com a alguma dúvida a respeito de implantes dentários, entre em contato com a nossa equipe ou venha nos fazer uma visita. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Prótese fixa sobre dentes pode ser substituída por coroas e implantes

Prótese fixa sobre dentes para reposição de dentes perdidos

A prótese fixa sobre dentes é uma solução para suprir a função e a estética do sorriso de uma pessoa que teve dentes perdidos ou fraturados. Esse tipo de prótese também é conhecido como ponte. Algumas vezes ela é instalada colada sobre dentes vizinhos remanescentes ou presa por grampos. Apesar de ser uma grande solução para preencher espaços vazios, ela pode causar alguns inconvenientes ao longo do tempo.

Uma delas é que esse tipo de prótese não é capaz de paralisar a reabsorção óssea no local, principalmente embaixo do elemento suspenso. Isso ocorre porque o organismo absorve progressivamente o volume ósseo no local onde ocorre uma extração dentária sem reposição imediata. Portanto nesse quesito o implante dentário rápido seria mais adequado.

Acontece que a prótese não acompanha esse movimento e a tendência é que com o tempo surja um espaço inestético entre ela e o tecido ósseo que recuou. Isso pode deixar a prótese desajustada com o tempo e o usuário pode sentir desconforto para mastigar. Já os grampos podem machucar a mucosa bucal e prejudicar a estética do sorriso se o metal estiver visível.

Ponte colada sobre dentes
Ponte presa por grampos metálicos

Outro inconveniente da prótese fixa sobre dentes é que ela exige um desgaste dos dentes que servirão de apoio, o que pode torna-los mais frágeis e suscetíveis a doenças como a cárie e infiltração dos canais ou inflamações gengivais. Portanto a substituição da ponte sobre dentes por ponte sobre implantes ou por coroas individuais traz muitos benefícios e o principal deles é a paralisação da reabsorção óssea. Quando os pinos dos implantes são instalados no osso, eles funcionam raízes dentárias e o organismo entende que esse osso ainda é útil.

Os implantes dentários possuem outras vantagens:

  • Preserva a integridade dos dentes vizinhos (que não precisam sofrer desgastes);
  • Protege o tecido ósseo e gengival contra doenças periodontais e infiltrações;
  • É mais resistente e durável;
  • Restabelece a função mastigatória e dá segurança para falar e sorrir;
  • Resultado extremamente estético. A coroa protética imita cor, textura e formato dos dentes vizinhos. Há a vantagem estética de não possuir pontos metálicos dos grampos.
  • Quando as coroas são individualizadas elas possibilitam o uso de fio dental (note que a prótese fixa sobre dentes é uma peça inteiriça e não é possível usar fio dental entre os dentes).

Veja exemplos de tratamentos com estética e implantes.

Leia mais sobre levantamento do seio maxilar.

Trocando sua prótese dentária

Se você está utilizado uma prótese fixa sobre dentes há muitos anos e gostaria de substitui-la por implante dentário, será necessário passar por uma avaliação profissional que identificará se há perda óssea avançada ou bruxismo. Em alguns casos, o enxerto ósseo pode ser uma solução para reconstruir o volume perdido. Saiba mais sobre enxerto ósseo.

O ideal é que a pessoa procure fazer essa substituição assim que possível para evitar perda óssea, porém em casos nos quais a gengiva não estiver saudável o procedimento pode estar contra indicado. Seria então necessário um tratamento periodontal prévio. Se você ficou com mais alguma dúvida a respeito desta técnica ou preços, entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011