Tag: sensibilidade

Por que estou com dentes sensíveis ao frio?

Você pode desfrutar de uma boa bebida gelada ou sorvete em um dia quente de verão. Mas se seus dentes são sensíveis ao frio, entrar em contato com esses alimentos e bebidas pode ser uma experiência dolorosa. A sensibilidade dos dentes ao frio não é incomum. De fato, milhões de adultos no Brasil experimentam algum tipo de sensibilidade dentária. Compreender as causas potenciais de dentes sensíveis ao frio é a chave para aliviar a dor. Se não tratada, a sensibilidade pode piorar e progredir até o ponto em que você evita certos alimentos e bebidas.

Quais são os sintomas de sensibilidade nos dentes?

O principal sintoma da sensibilidade dentária é o desconforto depois de comer ou beber algo frio. Essa dor (semelhantemente a choquinhos nos dentes) pode ocorrer repentinamente e o grau de sensibilidade pode ser leve, moderado ou intenso.

Algumas pessoas com sensibilidade dentária também sentem dor ao escovar ou usar fio dental, por isso é importante encontrar uma causa e iniciar o tratamento. Sentir dor ao escovar ou usar fio dental pode por consequência levar a uma falta de higiene dental adequada. Isso pode desencadear outros problemas dentários, como doenças gengivais e cáries.

Causas de sensibilidade dentária

A sensibilidade dentária pode ser menor ou indicar um problema dentário grave. Você pode sentir, mas não diagnosticar a sensibilidade dos dentes. Se você tiver alguma sensibilidade ao frio (ou calor), é importante procurar o dentista. Um exame dentário pode ajudar a determinar a causa subjacente, bem como o tratamento mais apropriado para eliminar dor e desconfortos. As causas da sensibilidade do dente ao frio podem incluir:

Escovação forte pode tirar o recobrimento de gengiva

Escovar vigorosamente os dentes com uma escova de cerdas duras pode desgastar gradualmente o esmalte dos dentes. Esta é a camada externa do dente que protege a camada interna (dentina). Dessa maneira o esmalte dentário desgastado pode gradualmente expor a camada de dentina dos dentes, que é a segunda camada onde estão as terminações nervosas. Beber ou comer algo frio pode irritar os nervos e causar dor aguda e intermitente na boca.

Alimentos ácidos provocam sensibilidade nos dentes

Alimentos ácidos também podem desgastar o esmalte dos dentes e expor terminações nervosas. Por exemplo: alimentos ácidos incluem limão, laranja, abacaxi, entre outros. Consuma alimentos ácidos com moderação, especialmente se você desenvolver sensibilidade.

Creme dental branqueador pode deixar os dentes doloridos

A pasta de dente branqueadora pode dar um sorriso mais brilhante, mas você pode ser sensível aos produtos químicos desses agentes branqueadores. No entanto o uso regular de clareadores pode causar desconforto e sensibilidade. Enxaguantes bucais contendo álcool também podem tornar os dentes sensíveis ao frio.

Gengivite pode deixar os dentes sensíveis

Escovação regular, uso do fio dental e limpezas dentárias são importantes para remover a placa bacteriana e evitar doenças gengivais. Se a placa se acumular nos dentes ou ao longo da linha da gengiva, suas gengivas podem então ficar vermelhas e inflamadas. Eventualmente, isso pode danificar o tecido gengival, fazendo com que as gengivas retraiam e exponham as terminações nervosas na raiz.

Ranger os dentes (bruxismo)

Ranger os dentes enquanto dorme também pode desgastar o esmalte dos dentes e expor a dentina. Se não for corrigido, o ranger de dentes pode causar sensibilidade sempre que você bebe ou come algo frio. Leia mais sobre tratamento de bruxismo.

Cárie dentária

Uma cavidade não tratada ou então um preenchimento dentário desgastado também pode expor terminações nervosas em um dente. E quando exposto ao frio, você pode sentir dor ou sensibilidade no dente afetado.

Você não precisa conviver com dentes sensíveis ao frio

Estão disponíveis opções diferentes para eliminar completamente a sensibilidade. O tratamento depende da causa da sensibilidade, e é por isso que você deve conversar com o dentista e fazer um exame dentário. Os tratamentos para interromper a dor e a sensibilidade podem incluir:

Tratamento com flúor

Um tratamento com flúor pode fortalecer o esmalte dentário. Você também pode receber uma pasta de flúor de prescrição e então uma aplicação de flúor no consultório.

Mudanças na dieta

Além dos tratamentos com flúor, a eliminação da sensibilidade dentária pode exigir mudanças na dieta. Isso inclui a eliminação de alimentos ácidos da sua dieta, que podem enfraquecer o esmalte dos dentes.

Hábitos de escovação mais saudáveis

Mudar a maneira como você escova os dentes também pode controlar dentes sensíveis ao frio. Alterne de uma escova de cerdas duras para uma de cerdas macias e sobretudo não escove com muita força. Seja gentil e varie o movimento da sua escova de dentes. O sangramento leve durante a escovação pode ser um sinal de escovação muito forte.

Controle do bruxismo

Os sinais de ranger os dentes durante o sono incluem dores no rosto, dores de cabeça, dor de ouvido e uma mandíbula rígida. Converse com o dentista para ver se você precisa de um protetor bucal. Um protetor bucal impede que você ranger e cerrar os dentes. Se seu esmalte estiver desgastado, o dentista também poderá recomendar tratamentos com flúor ou uma pasta de flúor para dessa maneira fortalecer o esmalte.

Procedimentos dentários

Certos procedimentos dentários também podem aliviar a sensibilidade do dente. Nos casos de terminações nervosas expostas, o dentista pode aplicar uma resina especial para cobrir a dentina sensível e exposta e controlar sua dor. Se você tem doença gengival e recessão gengival, um enxerto cirúrgico de gengiva também pode proteger ou cobrir as raízes expostas.

Um enxerto de gengiva alivia a dor removendo o tecido da gengiva de outra parte da boca e anexando-o a uma área exposta. O dentista também pode eliminar a sensibilidade preenchendo uma cavidade ou realizando um canal radicular para remover cáries ou infecções de dentro de um dente problemático.

Desde que eu coloquei uma coroa permanente, fiquei com dentes sensíveis ao frio. Por que?

O dente pode ficar sensível ao frio devido a:

  • A mordida está alta
  • Ranger ou apertamento
  • Cimento excessivo
  • Ligeira recessão do tecido gengival expondo a borda da raiz
  • Dano no nervo

Se durar mais de algumas semanas, então você deve consultá-lo pelo seu dentista. O tratamento pode te livrar completamente da sensibilidade dentária ao frio. Converse com a nossa equipe de dentistas para principalmente chegar à raiz do problema antes de pensar nas opções de tratamento. Lembre-se de que a sensibilidade dentária pode retornar se você não modificar seus hábitos dentários.

Tratamento de parestesias com laserterapia

A ImplArt Odontologia realiza tratamento de parestesias com laserterapia.

Trata-se de um aparelho que emite luzes de laser infravermelho, com ajuste de onda e potência. Elas possuem propriedades anti-inflamatórias e bioestimulantes, terapias essenciais para tratamento de parestesias. A parestesia é distúrbio neurosensitivo causado por uma lesão no nervo. Ela pode acontecer por diversos motivos, sendo principalmente: fratura da mandíbula, infecção viral, reação medicamentosa, compressão do nervo por tumor benigno, lesão acidental após cirurgias odontológicas ou ortognáticas, extração do siso.

Por mais que haja habilidade e conhecimento do cirurgião dentista, a cirurgia odontológica tem seus riscos, e um deles é o atingimento acidental de um nervo por algum instrumento cirúrgico ou pela agulha da anestesia. Essa possibilidade é ainda maior nos casos das cirurgias mais complicadas, como por exemplo a de extração de dente do siso incluso na parte inferior. Os sintomas mais comuns da parestesia pós-cirúrgica são:

  • Dormência
  • Formigamento
  • Sensibilidade alterada com alimentos quentes ou frios
  • Coceira
  • Choques
  • Pontadas
  • Queimação

A lesão do nervo na maioria das vezes é reversível e a laserterapia tem papel fundamental nessa recuperação. Como dito anteriormente, o laser infravermelho tem ação anti-inflamatória e de bioestimulação. Em muitos casos, a parestesia ocorre apenas por um tempo pela compressão do nervo por um edema pós-cirúrgico.

Assim, a laserterapia pode ser utilizada para reduzir o inchaço no local e a sensibilidade nervosa retornar ao normal. Já nos casos onde houve um estiramento ou lesão do nervo, a laserterapia é utilizada para estimular a reparação do tecido nervoso ou o nervo vizinho para dar impulso no nervo lesionado.

A laserterapia também estimula a microcirculação sanguínea no local para nutrir as células vizinhas e ajudar na regeneração do nervo. A aplicação da laserterapia é totalmente indolor bem como segura. A quantidade de sessões necessárias dependerá de cada caso. Em caso de dúvidas, agende uma consulta ou então entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Tratamento de canal em 1 sessão

O que é tratamento de canal?

O tratamento de canal é normalmente realizado em algumas etapas e exige que o paciente venha ao consultório em dias diferentes. Mas em alguns casos, quando não há infecção na região da polpa dentária, a ImplArt Odontologia realiza o tratamento de canal em apenas uma consulta. Esse tratamento é necessário quando a polpa dentária encontra-se danificada, infeccionada ou morta.

O avanço desta técnica visa preservar ao máximo o dente e evitar sua extração. O comprometimento da polpa dentária é normalmente ocasionado por cárie profunda não tratada, trauma ou dente quebrado. Os sintomas mais comuns que indicam a necessidade de tratamento de canal são:

  • Cárie não tratada;
  • Sensibilidade aos alimentos quentes ou frios;
  • Dores (latejante, constante ou ao toque);
  • Edema (inchaço);
  • Abscesso na gengiva, no interior do dente ou na ponta da raiz;
  • Infecção.

Como é realizado o tratamento de canal em um dia?

  • O paciente é submetido à uma radiografia panorâmica digital ou radiografia periapical para avaliação do comprometimento do canal. Para sua comodidade, ambos exames podem ser realizados no próprio consultório no nosso centro de radiologia digital;
  • O local é cuidadosamente anestesiado para que o paciente não sinta desconforto durante o procedimento;
  • O endodontista (especialista em tratamento de canal) faz uma pequena abertura na superfície ou na parte posterior do dente para fazer a extração da polpa dentária comprometida;
  • O espaço que fica após a remoção da polpa dentária comprometida é esvaziado, alargado e limado;
  • A área previamente preparada é preenchida com material odontológico especial;
  • A coroa dentária recebe acabamento em resina ou porcelana para restauração estética e funcional e vedação do canal.

É normal que alguns pacientes sintam uma sensibilidade no dente restaurado, mas essas sensações tendem a cessar em poucos dias.

Duração do tratamento

Espera-se que o tratamento de canal seja a solução definitiva para o dente danificado. No entanto, o paciente tem papel importante na manutenção do tratamento, cabendo-lhe a atenção especial para a adequada higiene oral e as visitas regulares ao dentista. Sendo assim, a restauração será duradoura e a repetição do tratamento não será necessária.

Obs.: Se a polpa dentaria estiver infeccionada, o tratamento exigirá mais de uma sessão, porque é necessário aguardar o total controle do processo infeccioso, que pode durar alguns dias.

Conheça a ImplArt Odontologia. Venha nos fazer uma visita e confira nossa estrutura diferenciada que oferece toda comodidade e agilidade em tratamentos odontológicos. Agende agora mesmo uma consulta com a nossa equipe especializada:

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011