Dente com buraco de cárie: o que fazer?

Como a cárie se inicia?

O dente com cárie surge em consequência da atividade bacteriana (bactérias streptococcus mutans) presentes na flora bucal, especialmente na placa ou biofilme, e se alimentam de partículas alimentares, principalmente açucares. A atividade bacteriana produz um ácido que deteriora os minerais presentes nas estruturas dentais.

O dente com cárie afeta a estética bucal, especialmente carie no dente da frente há mais prejuízo para o visual, mas também afeta a saúde bucal, pois a falta de minerais torna os dentes mais frágeis e por consequência podem quebrar, ou os dentes perdem sua forma natural – deixando de cumprir um papel funcional. Quando não é tratada adequadamente, a cárie deteriora o esmalte e a dentina, causando dor e sensibilidade.

Um buraco no dente em geral indica uma cárie

Em casos mais sérios (cárie profunda), a deterioração chega até a raiz, polpa e tecido mole, e o dente pode ser totalmente perdido. Portanto é importante manter a higiene bucal adequada, visitar o dentista regularmente, para que sejam evitados problemas mais sérios ou em tempo de tratar em fases iniciais.

Mesmo com todos os cuidados de higiene bucal, muitas pessoas podem apresentar cáries e isso pode ser explicado por uma predisposição genética. Por isso a importância das visitas regulares ao dentista. Ele é capaz de identificar os primeiros sinais de desmineralização nos dentes.

Sintomas de cárie no dente

Iniciais: manchas brancas e opacas

Moderados – manchas escurecidas e desgaste do esmalte

Avançados – manchas escuras muito visíveis, perda de parte da estrutura do dente (esmalte, dentina). Dor e sensibilidade. Perda da forma natural do dente. Avanço da infecção para o interior do dente (polpa), gerando dor mais intensa e constante, já que esta região é bastante inervada. Em casos avançados, a infecção também atinge osso e gengiva, os tecidos de suporte dos dentes. Há também o risco dessa infecção cair na corrente sanguínea.

Diagnóstico de cárie

No consultório, o dentista faz uma análise da estrutura do dente, visualmente e com ajuda de uma sonda. Em alguns casos, pode ser necessário realizar uma radiografia. Nesses exames quase sempre é possível saber se o problema está estagnado ou em progressão.

Como evitar dente com cárie?

  • Reduzir o consumo de açucares
  • Escovar os dentes e usar fio dental após as refeições (pelo menos 3 vezes ao dia). A higiene bucal remove os resíduos alimentares que seriam consumidos pelas bactérias.
  • Manter a salivação. Ela equilibra a acidez na boca e mantém a mineralização dos dentes. Condições que prejudicam a produção de saliva são, por exemplo, diabetes descontrolada e alguns tratamentos quimioterápicos. Beber uma boa quantidade de água ajuda na produção de saliva.
  • Visitas regulares ao dentista para diagnóstico precoce.

Se houver dente com cárie instalada, o que fazer? Como tirar carie? Quanto tempo a carie demora para destruir o dente?

O tratamento adequado dependerá do grau do problema. Em casos iniciais, pode ser indicada a aplicação em consultório de flúor diretamente no local. O flúor possui propriedades de remineralização do dente ou pode ser indicada a aplicação de um selante fluoretado para evitar o avanço da desmineralização.

Em casos moderados – que é quando a cárie atinge o esmalte – pode ser indicada a remoção do tecido cariado e posteriormente uma restauração funcional e estética do dente com resina ou porcelana, ou seja, a recomposição da forma e da aparência do dente. É também uma forma de tentar impedir o avanço da doença.

Em casos avançados – que é quando há dente com cárie até a polpa dentária – há um estudo minucioso para realizar um tratamento que vise preservar e não extrair o dente. Quase sempre é indicado um tratamento de canal e restauração da coroa. Esse tratamento é realizado em várias sessões – entre remoção da polpa e outros tecidos mortos, desinfecção total de todos os tecidos (popularmente chamada de curativo), e a finalização com preenchimento dos canais e restauração da coroa dentária. O dente vai precisar então de uma reconstrução maior com um tipo de prótese dentária chamada coroa de porcelana ou bloco dentário.

O dente é então preservado, porém trata-se de uma estrutura que precisa de cuidados especiais, pois essa condição deixa as paredes dentárias naturalmente mais frágeis e suscetíveis a quebra. O avanço da doença não pode ser estabelecido pois é muito variável de pessoa, depende do estilo de vida, hábitos de higiene bucal, predisposições e condições de saúde em geral.

Cáries muito avançadas podem levar à perda dos dentes

Caso a cárie tenha se estendido muito para dentro da raiz, reconstrução pode ficar inviável, levando à indicação da extração do dente e colocação de um implante dental. Em casos de dúvida sobre dente com cárie, entre em contato conosco ou então agende uma consulta com a nossa equipe especializada. Ficaremos felizes em recebe-lo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011