Tag: limpeza

Tratamento periodontal – limpeza profunda

Tratamento periodontal – limpeza profunda

Saiba mais sobre o tratamento periodontal, uma doença de origem bacteriana caracterizada por apresentar um conjunto de sintomas inflamatórios que afetam os tecidos de suporte dos dentes. Em primeiro lugar atinge a gengiva. Nos casos mais avançados, leva à destruição do tecido ósseo e outras estruturas importantes de suporte dos dentes. Em suma, a doença periodontal é a causa mais frequente da perda dos dentes em adultos.

Os microrganismos responsáveis por gerar esses sintomas estão presentes no biofilme dental (placa bacteriana). As bactérias impregnadas nos dentes deixam a gengiva avermelhada, inchada e sangrando. Sem tratamento, a gengiva fica frouxa (bolsa periodontal) e por conseqüência permite a entrada desses agentes e resíduos alimentares no interior da gengiva.

A atividade bacteriana nesta região é muito prejudicial, pois causa inflamação e destruição progressiva do osso de suporte dos dentes, de tal forma que ficam amolecidos e em casos avançados caem. Porém, alterações na gengiva podem estar associadas a causas emocionais, medicamentos, bem como imunidade baixa.

Somente um dentista pode avaliar o paciente e determinar se o caso é doença periodontal. No entanto as pessoas podem observar alguns detalhes que são indícios da doença.

Veja quais são os sintomas de doença periodontal:

  • Gengiva sangrando, vermelha ou inchada;
  • Placa bacteriana acumulada perto da borda gengival (é uma massa amarelada aderida no esmalte dentário);
  • Retração gengival (mudança no posicionamento, formato ou no volume da gengiva)
  • Retenção de alimentos entre os dentes;
  • Mau hálito;
  • Gengiva frouxa;
  • Alteração da posição dos dentes;
  • Sensibilidade nos dentes;
  • Exposição de parte da raiz dentária, que deveria estar coberta pela gengiva;
  • Um ou mais dentes moles.

O tratamento para este caso é primordialmente a remoção da placa, somente assim o problema pode ser controlado. Uma das medidas é a limpeza profunda para doença periodontal. É uma conduta com o propósito de remover focos infecciosos e paralisar a atividade bacteriana no interior da gengiva e no tecido ósseo.

Esse procedimento também é conhecido como alisamento radicular ou raspagem radicular. Na prática, é a remoção mecânica de tártaro e placa bacteriana aderidos não apenas nos dentes, como também abaixo da linha da gengiva (nas raízes dentárias). Para realizar o tratamento, o paciente deve se dirigir ao dentista que vai remover a placa através de raspagem e alisamento das raízes dos dentes.

A cirurgia periodontal pode ser indicada caso os procedimentos citados não atinjam toda a área da raiz comprometida. Mesmo com o tratamento adequado, podem haver sequelas como deslocamento na posição do dente e retração gengival. Para diminuir esses efeitos existem procedimentos cirúrgicos e protéticos.

Leia mais sobre implantes e doença periodontal.

Como é feita a limpeza profunda? A raspagem periodontal dói?

Muitas pessoas pensam: raspagem da raiz? dentro da gengiva? É provável que esse procedimento dói muito! A realidade é que o dentista segue protocolos para realizar esse procedimento da forma mais confortável possível. O paciente com doença periodontal já está naturalmente com muita sensibilidade nos dentes e gengivas. Desse modo, todo o procedimento é realizado sob anestesia local.

Os movimentos são cuidadosos e o paciente é estimulado a manifestar qualquer incomodo que esteja sentindo ao longo do procedimento. O procedimento começa com um exame clínico e radiológico de toda a boca, com a sondagem de bolsas periodontais para medir suas profundidades.

Em princípio, a raspagem radicular pode é feita manualmente e/ou com aparelho de ultrassom. A placa bacteriana bem como o tártaro acumulados nos dentes e raízes são removidos com uma ponta vibratória. A remoção manual é feita de forma cuidadosa, através de instrumento específico.

As áreas irregulares então são alisadas para por fim impedir o acumulo de mais placa. Em alguns casos é necessário realizar mais de uma sessão para concluir a limpeza completa. É muito importante que, por mais que o paciente realize esses procedimentos, ele assuma um compromisso com as boas práticas de higiene oral diária, visitar regularmente o dentista e abandonar maus hábitos, como por exemplo o tabagismo, pois a doença periodontal é um mal que pode ser evitado ou controlado.

Como dito anteriormente, a doença periodontal é a maior causa de perda dentária em adultos. Quanto mais tarde é a busca do tratamento, mais difícil é o restabelecimento da saúde e da estética dental.

Como deve ser a limpeza diária prótese protocolo?

Como higienizar o protocolo / como limpar prótese dentaria fixa?

Pessoas que receberam implantes dentários com prótese fixa modelo protocolo de branemark devem ter atenção especial na limpeza e higiene oral a fim de evitar problemas como mau hálito e no pior dos casos, a periimplantite (infecção ao redor do implante que pode leva-lo a mobilidade ou até mesmo a sua perda definitiva).

Os cuidados com a higiene se devem principalmente para remoção de resíduos alimentares que possam ficar entre os pinos dos implantes e a prótese protocolo (como na imagem acima), e para evitar a formação e acúmulo de placa bacteriana na superfície da prótese.

Acessórios podem te ajudar nesta tarefa

Alguns acessórios disponíveis no mercado são ideais para higienização da prótese tipo protocolo. Uma delas é a escova modelo unitufo, que possui formato que alcança com facilidade e limpa essa região. Outro aliado é o fio dental com uma das pontas rígida (como um fio de nylon), que facilita a inserção do fio no local. A outra extremidade tem aspecto esponjoso, que expande e limpa toda a região com delicadeza.

Outro modelo recomendado para o paciente é o passa fio (peça plástica em formato de agulha, com orifício para encaixe do fio) que facilita a passagem do fio no local. Existem aparelhos que jogam jatos de água sob pressão e são eficientes para a limpeza abaixo da prótese. O mais conhecido desses aparelhos é o Waterpik. Esses aparelhos não são encontrados com facilidade no Brasil, mas nos Estados Unidos são vendidos em qualquer farmácia.

Porque esses cuidados são importantes?

A prótese protocolo normalmente é confeccionada com resina. Apesar de muito resistente e imitar bem o formato de dentes e gengivas, esse material é suscetível a manchar com alimentos muito pigmentados, como café, vinho, cenoura e beterraba. A recomendação é que o paciente consuma esses alimentos com cautela e que a higienização oral seja feito logo em sequência ao consumo.

Enxaguantes bucais são fundamentais para higiene oral de quem recebeu prótese protocolo. Mas alguns tipos podem conter substâncias que agridem o material da prótese. O mesmo pode acontecer com alguns cremes dentais que possuem em sua composição substâncias abrasivas. Por isso, a indicação desses produtos devem ser feita pelo dentista.

Como na higienização habitual feita por pessoas com dentes naturais, a escovação, o uso de fio dental e enxaguantes devem ser utilizados em seguida a cada refeição. A limpeza profissional também faz parte do plano de higienização da prótese protocolo. É recomendada a visita regular ao consultório odontológico a cada 6 meses (ou a critério do cirurgião) para realiza-la.

Os cuidados com a higiene oral são ligeiramente maiores nos primeiros meses após a cirurgia de colocação dos implantes (período de cicatrização). Mas o cuidado minucioso não deve ser abandonado ao longo dos anos. Desses cuidados depende a durabilidade e boa funcionalidade do conjunto de implantes e prótese.

Entre em contato conosco e agende uma consulta. Ficaremos felizes em procurar solucionar o seu caso.

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112 CEP 01333-011

Bela Vista - São Paulo-SP -  Brasil