Retração gengival, cuidados e tratamentos

A retração gengival acontece quando o tecido gengival se retrai, deixando a raiz do dente exposta e causar sensibilidade dentária. Esse problema pode surgir devido à escovação inadequada, que é quando a pessoa aplica muita força contra os dentes e usa escovas com cerdas duras. Isso causa a remodelação mecânica do tecido gengival.

Existem dois tipos de gengiva. A inserida, que possui um tecido rosa e espesso, que circunda o dente e é aderido pelo tecido ósseo. Também existe a gengiva não inserida (mucosa), um tecido fino, macio e com grande mobilidade que compõe a parte interna das bochechas e dos lábios.

Dentes apinhados, inflamações por causa de placa bacteriana, movimentos ortodônticos errados, posição alta dos freios labial são algumas das causas da retração gengival. Pouca espessura do osso que recobre a raiz, restaurações desajustadas na região gengival e trauma dental são outras. A hereditariedade e o mau posicionamento dentário também são fatores de risco.

Retração gengival: tratamento

Para tratar a retração gengival, o dentista especializado em periodontia fará uma limpeza profissional, ajuste oclusal, removendo o excesso de materiais restauradores até corrigir o dente. Essa correção é feita com o uso de aparelho ortodôntico. Em casos mais sérios, uma cirurgia gengival pode ser indicada.

Trata-se do reposicionamento da gengiva para recobrir a porção da raiz dentária exposta ou utilizar a técnica de enxerto gengival com parte da mucosa retirada do palato (céu da boca). Outros procedimentos também ajudam a criar mais gengiva inserida para prevenir a progressão da retração e ajudar na regeneração e restabelecimento da cobertura da raiz.

O sucesso da cirurgia depende da gravidade do problema. Assim como da idade da pessoa, capacidade de cicatrização, espessura da gengiva, e outros fatores como o consumo de cigarro e hábitos de higiene oral. Mas, ações simples do dia-a-dia podem evitar esse problema.

As principais dicas para evitar a retração gengival são: fazer visitas periódicas ao dentista, não escovar os dentes em excesso ou com muita força, usar uma escova com cerdas macias assim como usar o fio dental regularmente.

Para manter essa rotina dental, o paciente precisa ser disciplinado e se lembrar de que pequenos atos hoje podem influenciar o futuro de sua saúde bucal.

dental , dente, dentes, espessura, esse, fatores, força, gengiva, gengival, inserida, mais, para, pode, problema, raiz, retração, são, também, tecido, usar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011