Skip to main content
envelhecimento dos dentes

Envelhecimento dos dentes: como ocorre e como se prevenir?

Você já parou para pensar em envelhecimento dos dentes? Sabe quais são os sinais que indicam isso? E mais, você sabia que maus hábitos podem levar a um envelhecimento precoce dos dentes?

Importante destacar que a visita periódica ao dentista, para limpeza dental a cada 6 meses, visa monitorar sua saúde bucal e dessa forma, identificar qualquer eventual problema logo no início. Mas não se preocupe, caso haja uma eventual perda dentária, atualmente as técnicas de implante dentário são muito modernas e amenas ao paciente.

Caso precise de reposição dental por implante dentario unitário, ou mesmo parcial, e até mesmo implante total, com prótese protocolo, prótese fixa total, o tratamento pode reabilitar você para suas funções mastigatórias e estéticas.

Os dentes envelhecem? Como isso ocorre e quais são as características?

Com o passar dos anos, ocorre envelhecimento natural de todo o organismo, células, órgãos, tecidos e com os dentes não é diferente, já que os elementos dentários também são constituídos por células (odontoblastos) que fazem a ligação entre polpa, dentina e esmalte.

Outro fenômeno natural que caracteriza o envelhecimento dos dentes é a diminuição da câmara pulpar, em que a polpa dentária se torna esclerótica ou calcificada, e a dentina menos elástica se comparada com a de um jovem.

comparacao dente jovem dente idoso 50kb
Dente de uma pessoa jovem em contraste com o de uma pessoa idosa. Observe a redução da câmara pulpar.

Os sinais mais evidentes de envelhecimento dos dentes são mudança de cor (de dentes brancos para dentes amarelados ou até mesmo acinzentados pelo acumulo de pigmentos ao longo da vida), diminuição dos dentes (dentes mais curtos), mudanças de posicionamento dos dentes (principalmente os dentes anteriores da arcada inferior).

Outros sinais podem incluir pequenas fraturas, perda de brilho, desgaste do esmalte, retração gengival, perda óssea dos tecidos de sustentação dos dentes e margens desgastadas (que faz com que os dentes pareçam assimétricos, ou então dentes retos).

A perda óssea ocorre de forma natural, mas pode avançar com maior velocidade nos casos de periodontite não controlada. Os dente ficam com aparência mais comprida pelo fato de as raízes ficarem expostas, além de se movimentarem lateralmente e modificar a oclusão dentária (mordida). Dessa forma, pode ser necessário a reposição dentaria com implante e prótese fixa, antes que os dentes se movimentem e causem impacto nos demais dentes.

Envelhecimento dos dentes de forma precoce também pode ocorrer

Como citamos anteriormente, o envelhecimento dos dentes ocorre de forma natural, assim como as outras partes do corpo. Entretanto, alguns fatores podem antecipar estes efeitos, ou seja, poderá haver um envelhecimento precoce dos dentes, havendo perda dental e necessidade de implante dentario. Como isto ocorre?

  • A ingestão exagerada de alimentos açucarados favorece o surgimento de cáries, enquanto que alimentos e bebidas ácidas em exagero podem desgastar o esmalte dentário de forma mais rápida.
  • Da mesma maneira, a ingestão de alimentos e bebidas escuras depositam gradativamente pigmentos que mancham os dentes ao longo da vida. Sendo assim, a ingestão exagerada desses alimentos, combinada com higienização oral insuficiente, leva ao amarelamento precoce dos dentes resultando em uma aparência envelhecida do seu sorriso.
  • Hábitos prejudiciais aos dentes, como por exemplo o bruxismo, gera fraturas, lascas, desgaste, encurtamento dos dentes e aparência de dentes retos. Por isso o bruxismo deve ser tratado e controlado.
  • Outro hábito que pode envelhecer os dentes de forma precoce é a má higienização oral, que favorece surgimento de cáries e gengivite.
  • Fumar é sem dúvida um dos piores inimigos da saúde bucal. Favorece a perda óssea, o escurecimento dos dentes, surgimento de cáries e piora a doença periodontal.
  • Escovar os dentes com força excessiva, ou com escovas dentais muito duras pode causar retração gengival.
  • Ingestão de leite e derivados (ou outros ricos em cálcio) e de vitamina D ajudam a manter a densidade óssea não apenas no corpo inteiro, como também nas arcadas dentárias. Deixar de consumi-los favorece à uma perda óssea mais acentuada.
  • Boca seca por pouca saliva favorece o surgimento e a progressão da cárie. Beba bastante água para ajudar a produzir saliva.
  • Tratar e controlar doença periodontal evita o avanço da perda óssea por infecção. A densidade e a qualidade óssea nessa região são necessárias para manter os dentes firmes.

Ir ao dentista regularmente faz parte do plano de manutenção dos seus dentes

O dentista é capaz de identificar problemas nos dentes em fase inicial, evitando que eles progridam e levem ao envelhecimento precoce dos dentes, perda de dentes e por consequência a necessidade de repor com implantes dentários.

Além disso, a limpeza profissional regular é capaz de remover acúmulos de placas bacterianas ou tártaros (morada de bactérias) que você não conseguiu remover ou não observou que esses focos existiam.

Agende agora mesmo uma consulta com a nossa equipe odontológica especializada. A Clinica dentaria ImplArt possui estrutura completa para você realizar seu todo o seu tratamento desde o diagnóstico por imagem até a execução de seu tratamento completo. A Clínica odontológica ImplArt é capaz de realizar próteses, restaurações, coroas e lentes dentais em nosso laboratório próprio, além de equipe de implantodontista altamente qualificada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *