Os males do cigarro para os dentes

O cigarro é sem dúvida um dos principais inimigos dos dentes e da saúde bucal

Como a maioria das pessoas sabe, o cigarro é um grande vilão para a saúde. Além de fazer mal ao sistema respiratório, é uma das causas mais frequentes de cânceres e está relacionado com diversas doenças que afetam órgãos vitais do corpo do ser humano. Esse produto também é considerado um dos principais inimigos da saúde bucal. Entre outros problemas bucais, o cigarro eleva o risco para o desenvolvimento de câncer bucal, gengivites, periodontites, mau hálito e dentes amarelados.

Manchas, mobilidade e perda dentária são algumas das consequências do cigarro

Um dos problemas mais conhecidos e causados pelo cigarro são as manchas. Quanto mais a pessoa fuma, mais manchados serão seus dentes, inclusive chegando em tons bem escurecidos. Quando o fumo afeta severamente a dentição, alguns dentes chegam a ficar com manchas cinzas, que são muito difíceis de serem retiradas. Para amenizar esses efeitos, as pessoas podem optar por técnicas de clareamento a laser ou caseiro, mas para o procedimento surtir efeito, o fumo precisa ser abolido das práticas diárias do paciente.

A saúde bucal dos fumantes é muito mais frágil do que a dos não fumantes, pois o tabaco diminui a resposta imunológica às bactérias e a região fica muito mais suscetível a apresentar infecções e qualquer outro tipo de doença. O monóxido de carbono, presente na fumaça que é ingerida pelo fumante, reduz a concentração de oxigênio e dessa maneira inibe a movimentação dos glóbulos brancos e sua capacidade de destruir as bactérias.

Tabagismo também prejudica implantes dentários

Por esse motivo, o tabagismo também influencia negativamente no processo de cicatrização após procedimentos cirúrgicos odontológicos, como a colocação de implantes dentários. A cicatrização pode ser muito mais lenta em fumantes do que em não fumantes. Outros elementos que compõem o cigarro, como nicotina e o alcatrão, podem reduzir a resistência dos tecidos do periodonto e eles são absorvidos pelas raízes dos dentes. Com a falta de anticorpos, os fumantes também apresentam altas taxas de mau hálito (halitose).

A doença periodontal piora com o hábito de fumar

A doença periodontal é a causa mais comum de perda de dentes em adultos, e a situação piora com mais velocidade em pessoas fumantes. O cigarro provoca a vasoconstrição e dessa forma prejudica a circulação sanguínea na região.

Isto diminui a resposta imunológica do organismo em combater à atividade bacteriana, que é a causa da doença periodontal. A doença inflama e destrói progressivamente os tecidos de suporte dos dentes. Em casos iniciais, a pessoa apresenta a gengivite (inflamação e sangramento gengival). Nos casos moderados, surgem as bolsas periodontais (afrouxamento da gengiva). Em casos avançados, os dentes apresentam mobilidade e caem.

Fumo e o câncer bucal

Os fumantes também são mais propícios a desenvolver um câncer bucal e problemas mais sérios e difíceis de serem tratados. Em casos avançados, a extirpação de tumores nessa região costuma trazer consequências impactantes na vida de uma pessoa.

Por isso, esse grupo precisa ter mais cuidados com os dentes, visitando periodicamente o dentista e controlando sua higiene bucal. Por esses motivos, em nome da saúde bucal e da beleza do sorriso, é altamente recomendável que se diminua ou abandone de vez o hábito de fumar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011