Tag: vida

Dentes caírem não é normal

Não é normal ter dentes que caiam sozinhos

Dentes caírem não é normal. Os únicos dentes que devem cair no período adequado são os dentes de leite (decíduos). Os dentes permanentes não devem cair e são possíveis de serem mantidos até o final da vida, desde que haja muita dedicação e cuidado. Dentes naturais que são bem cuidados ao longo da vida permanecem saudáveis e não caem. Devem portanto durar até a terceira idade, a não ser em casos muito específicos de predisposição.

As principais causas dos dentes caírem principalmente os permanentes são higienização oral inadequada e o surgimento de doenças bucais, como a cáries e a doença periodontal, problemas que podem ser prevenidos, identificados e controlados em fase inicial. Essas patologias são facilmente diagnosticadas em uma consulta com dentista, por isso a necessidade de realizar consultas regulares ao consultório odontológico, além de manter uma rotina de escovação e uso de fio dental adequadamente por toda a vida.

A cárie, sem tratamento, deteriora progressivamente a estrutura da coroa dentária e em casos mais avançados – cárie profunda – atinge a raiz e a poupa dentária e quase sempre esse dente precisa ser extraído. A doença periodontal é o principal motivo de amolecimento e queda de dentes em adultos. Passa por várias fases, sendo seus primeiros sinais o acúmulo de placa e tártaro, que sem tratamento evolui para gengivite e em grau mais avançado leva a infecção e deterioração do osso que suporta os dentes.

Como manter os dentes naturais ao longo da vida?

  • Escovar os dentes, mucosas e língua após cada refeição ou pelo menos 3 vezes ao dia.
  • Utilizar escova de cerdas macias. A escovação deve ser realizada com movimentos leves e circulares para desse modo evitar a retração gengival.
  • Utilizar fio dental ou escova interdental para remover resíduos entre os dentes.
  • Não fumar. O cigarro é certamente um grande inimigo da saúde bucal.
  • Manter uma dieta equilibrada. Alimentos muito ricos em açucares favorecem o surgimento de cáries.
  • Controlar doenças sistêmicas, como por exemplo a diabetes.
  • Manter visitas regulares ao dentista, pelo menos uma vez por ano. O olhar de um profissional identifica problemas em fase inicial e tratável antes dos dentes caírem. O dentista verificará se a higienização bucal diária está sendo bem realizada. Eventualmente pode indicar limpeza profissional para remover placa ou tártaro acumulado. Verifica se está correta a oclusão dentária.

Perdi um dente, e agora?

Mesmo com todos os cuidados, podem os dentes caírem por doença bucal ou por acidentes. Para manter a saúde dos dentes remanescentes é importante a reposição do dente perdido com implante dentário o mais rápido possível. Além de manter a estética do sorriso, a reposição do dente permite o equilíbrio da arcada e oclusão dentária. O implante é certamente capaz de impedir ou paralisar a reabsorção óssea, e os dentes vizinhos não sofrem com movimentação.

Se você gostaria de cuidar da saúde bucal antes de os dentes caírem, entre em contato conosco ou agende sua consulta.

Estudo revela os impactos da falta de dentes na vida dos brasileiros

É conhecido que a falta de dentes é capaz de gerar muitos impactos negativos na vida de uma pessoa. A dificuldade para mastigar, alterações faciais e da fala, a baixa autoestima são, por exemplo, os impactos mais frequentes. Contudo, esses aspectos ficam mais evidentes com a publicação do estudo Percepções latino-americanas sobre perda de dentes e autoconfiança, realizado pela empresa Edelman. Foram ouvidos 600 latino-americanos, sendo 151 brasileiros, com os seguintes resultados:

  • 16 milhões de brasileiros vivem sem nenhum dente.
  • A perda de dentes é o segundo fator que mais prejudica a qualidade de vida das pessoas entre 45 e 70 anos.
  • 32% disseram que a perda de dentes as impede de ter um estilo de vida saudável e ativo.
  • 39 milhões de pessoas usam próteses dentárias no Brasil, sendo que uma em cada cinco tem entre 25 e 44 anos.
  • 41,5% das pessoas com mais de 60 anos já perderam todos os dentes.
  • 52% disseram que a perda de dentes deixou a aparência de seus rostos pior.
  • 43% afirmaram que a falta de dentes atrapalha no estabelecimento de um relacionamento e para 21% esta condição lhes impediu de fazer novos amigos.
  • 38% dos entrevistados se sentem mais inseguros para ir a festas e eventos sociais.
  • 41% relataram maior dificuldade para pronunciar as palavras após a perda dos dentes.

Fonte: Edelman Insights

Importância de manter a saúde bucal para evitar a falta de dentes

“Esse tipo de estudo mostra o quanto é importante manter a saúde bucal desde a infância. Visitar o dentista regularmente e manter hábitos de higiene oral certamente fazem a diferença na manutenção dos dentes por toda a vida”, diz o Dr. Roberto Markarian, coordenador científico da ImplArt Odontologia – especialista em implantes dentários. “A perda dentária está quase sempre relacionada com cáries ou doenças periodontais, ambas facilmente detectáveis em fase inicial durante uma simples consulta odontológica.

Ainda assim, quando há indicação de extração dentária, é possível fazer a reposição deste dente com implante dentário de forma imediata para manter a dentição completa. Isso ajudará a manter o equilíbrio em toda arcada dentária, evitando dessa maneira problemas nos outros dentes e manter a saúde, qualidade de vida, a estética dental e facial, bem como a autoestima da pessoa”, finaliza. Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo.

Implante de todos os dentes | Total

Implante de todos os dentes: Total

A reabilitação oral com implante de todos os dentes (implante total) é certamente uma solução para pessoas que perderam todos os dentes de uma arcada ou que gostaria de trocar sua prótese móvel por uma prótese fixa sobre implantes. A perda dos dentes com toda a certeza prejudica a qualidade de vida e a autoestima de uma pessoa.

A beleza do sorriso fica comprometida e a mastigação prejudicada. Uma prótese fixa é certamente capaz de transformar a vida de quem sofre pela ausência dos dentes. Entretanto, é recomendada a reabilitação com implantes o quanto antes possível após a perda dos dentes para evitar a perda óssea (reabsorção óssea).

Os implantes são cirurgicamente colocados no osso – normalmente 6 no maxilar (superior) e 4 na mandíbula (inferior). Depois de cicatrizados, uma prótese é fixa sobre eles. A prótese dentária pode ser confeccionada em diferentes materiais, que vão desde a resina até a porcelana com estrutura de zircônia metal free (mais estética e livre de metais).

Como é feito o implante da arcada toda

O tempo decorrente entre instalação dos implantes e a colocação da prótese definitiva varia de acordo com cada caso que é avaliado individualmente. Em resumo, o tempo de tratamento pode variar entre quatro meses até um ano, dependendo das condições do paciente. Porém, em alguns casos selecionados, é possível realizar implantes da arcada total e no mesmo dia ter todos os dentes fixos com implantes.

Essa técnica, chamada carga imediata ou carga rápida e proporciona uma grande satisfação aos pacientes devido ao rápido resultado. Todas as próteses dentárias da clínica ImplArt são elaboradas em um completo laboratório de prótese dentária próprio, o que garante a qualidade dos produtos entregues.

Além disso trabalhamos exclusivamente com as mais modernas tecnologias computadorizadas denominadas Cad/Cam que aumentam a precisão das peças elaboradas. Clique aqui e saiba mais.

Vantagens de uma prótese fixa sobre implantes dentários

  • Mais confortável para a gengiva
  • Mais segurança para mastigar, falar e sorrir
  • Restabelece a estética do sorriso
  • Céu da boca livre
  • Paralisa ou impede a reabsorção óssea (fenômeno comum em pessoas que perdem os dentes).

Leia mais: como é a cirurgia de implante dentário

Se você ficou com alguma dúvida, então entre em contato conosco através de um dos canais abaixo ou agende uma consulta.

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011