Tag: acontecer

Tratamentos para diastema

Diastema é quando há um espaço exagerado entre dentes

Ter um sorriso bonito e bem cuidado ajuda na composição de uma boa aparência e é um desejo comum na maioria das pessoas. Porém existem alguns problemas que podem comprometer a estética do sorriso, e um deles é o diastema. Trata-se de uma condição caracterizada por apresentar um espaço entre dentes ou a ausência de contato lateral entre dois ou mais dentes consecutivos.

Esse problema pode acontecer em qualquer parte da arcada dentária, superior ou inferior, porém costuma causar mais incômodos quando situada na região frontal da arcada. Apesar de não representar um risco à saúde bucal, o diastema pode interferir na autoestima de algumas pessoas, que podem se sentir envergonhadas em situações de convívio social.

O diastema pode comprometer a estética do sorriso

O problema não afeta diretamente as atividades do paciente. A mastigação não é afetada e a arcada não deve sofrer com complicações no futuro. A decisão de tratar ou não o diastema normalmente vem por alguma situação estética ou psicológica. Os diastemas podem ser fisiológicos, patológicos (localizados ou generalizados) ou provocados devido a disjunção palatal.

Pode aparecer durante a dentição decídua, nascimento dos dentes, com espaços generalizados. Na dentição mista a situação também pode acontecer, mas na maioria dos casos (cerca de 82%) o fechamento é espontâneo e não é preciso intervir.

Causas do diastema

Outras causas possíveis do diastema:

Tratamento para diastemas

Existem diversas opções de tratamento para o problema e cada caso necessita de um diagnóstico específico. Aplicação de facetas laminadas em cerâmica ou lentes de contato dental, instalação de coroas de porcelana, aplicação de resina composta são técnicas indicadas para fechamento de diastemas entre 0,5 e 3 mm.

Já o tratamento ortodôntico pode ser indicado para diastemas maiores que 3 mm. Também é possível optar por: combinação com facetas diretas de resina composta para dentes desalinhados, mudança de cor ou dentes mais alongados, ou uma combinação com gengivectomia e gengivoplastia quando é preciso alongar a coroa dos dentes.

Parestesia nos dentes

A parestesia é o aparecimento de uma ou mais sensações cutâneas espontâneas, em que a pessoa sente sem necessariamente ter algum estimulo frio, calor, formigamento, pressões ou queimações. Isso pode acontecer quando algum um nervo sensorial é afetado pelo contato ou rompimento das terminações nervosas.

A sensação de formigamento pode acontecer logo depois de uma anestesia ou por falta de circulação sanguínea devido à obstrução momentânea da passagem do sangue. Nos casos odontológicos, o problema pode ocorrer logo após anestesias ae também em cirurgias de implante, quando ele é colocado muito próximo do nervo alveolar.

A parestesia temporária vai embora logo depois que a circulação volta o normal. Outra modalidade existente é a parestesia crônica que configura como um sintoma de uma doença neurológica ou de um dano traumático no nervo. Ela pode afetar o sistema nervoso central, derrames, mini-derrames e esclerose múltipla.

O diagnóstico é realizado com base na determinação da condição que causou as sensações de formigamento assim como de suas derivações. Histórico médico, exame físico e testes laboratoriais são essenciais para o obter o diagnóstico preciso. Os tratamentos conhecidos utilizam corticoides, vitaminas do complexo B, compressas de água quente e também fisioterapia para reverter a situação.

Outra opção é a laserterapia de baixa intensidade que pode acelerar o processo de cura (disponível na ImplArt Odontologia). Para realizar qualquer um deles, o paciente deve procurar um dentista especializado e realizar uma avaliação completa. Agende agora mesmo uma consulta na ImplArt e conheça a nossa equipe especializada e nossa estrutura completa.

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112 CEP 01333-011

Bela Vista - São Paulo-SP -  Brasil