Tratamentos para o sorriso gengival

O sorriso gengival é uma condição caracterizada pela exposição exagerada da gengiva e relação ao tamanho dos dentes.

Como tratar o sorriso gengival?

Essa situação não causa problemas na saúde bucal, mas pode gerar um desconforto estético ao portador, já que existe uma desproporção no tamanho dos dentes, gengiva e boca quando a pessoa sorri. Pode ter causas hereditárias ou surgir após inflamações na gengiva (gengivite).

Outros fatores que podem causar o problema são: problemas na erupção dentária (quando os dentes ficam escondidos dentro da gengiva), freio labial denso, face alongada, tônus da musculatura facial deficiente, lábios pequenos ou dentes curtos. O tratamento ou não do sorrido gengival depende da vontade do paciente.

Para quem é indicado o tratamento?

Para algumas pessoas, a aparência estética do sorriso gengival não afeta nenhuma de suas atividades. Mas para outros, o incômodo é tão grande que atinge a autoestima e o convívio social, sendo necessário realizar intervenções cirúrgicas para diminuir os efeitos estéticos e psicológicos dos pacientes.

Como é o tratamento?

Normalmente, a correção do sorriso gengival pode ser feita de forma fácil e sem muitas complicações. A gengivectomia é uma das técnicas indicada. Trata-se da remoção cirúrgica do excesso da gengiva para dessa maneira aumentar a porção visível dos dentes.

É uma técnica bastante eficaz e certamente capaz de transformar o sorriso e autoestima de quem sofre com o sorriso gengival. Outros recursos disponíveis são realizar o recontorno dos dentes com resina para aumentar o tamanho.

Além disso, dispomos da aplicação de toxina botulínica no músculo responsável por tracionar o lábio superior e diminuir a abertura da boca para diminuir a exposição da gengiva. A desvantagem da toxina botulínica é que ela não é uma técnica definitiva e precisa ser refeita a cada 4 a 6 meses para manutenção dos efeitos.

como é a cirurgia do sorriso gengival gengivectomia
Como é o tratamento do sorriso gengival: por meio da gengivectomia, que consiste na retirada cirúrgica do excesso de gengiva sobre os dentes

Em casos mais complexos e específicos, pode ser indicada a cirurgia ortognática para reposicionamento do osso. A cirurgia é realizada por cirurgião buco maxilo facial em ambiente hospitalar.

O tempo de recuperação é de acordo com a complexidade de cada caso. A gengivectomia costuma levar de 1 a 2 semanas de recuperação, enquanto que a cirurgia ortognática cerca de 6 meses.

O pós operatório da gengivectomia exige que o paciente seja cauteloso com relação a alimentação, evitando ingerir alimentos muito duros, quentes e que tem potencial de irritar a mucosa (alimentos ácidos, muito salgados e apimentados).

A higiene oral adequada a fim de evitar infecções. Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato conosco através de um dos canais abaixo ou então agende uma consulta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A importância da limpeza profissional para manutenção de implantes, próteses e da saúde bucal

A limpeza profissional (profilaxia) a cada 6 meses é muito importante e faz parte do plano de…

Tratamento sem metais – Implante cerâmico e coroa pura em zircônia 3D

Uso de implante de cerâmico e coroa pura em zircônia 3D é a combinação completa para reabilit…

Coroa de porcelana fixa sobre implante – caso

Reposição rápida de um ou mais dentes perdidos A coroa de porcelana fixa sobre implante de…

Coroas Metal Free com planejamento digital

As coroas metal free, também conhecidas como coroas de porcelana pura, juntamente com a Zirco…

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

Resp. Tec. Dr. Roberto A Markarian CRO-SP 73.583