Tag: Reabilitação oral

Implantes dentários mais modernos

Os implantes dentários mais modernos possuem muitas vantagens em relação aos antigos, mas o principal é o tempo de cicatrização (integração entre implantes e tecido ósseo) mais rápido. Os atuais implantes de titânio possuem uma tecnologia na superfície que estimula a irrigação sanguínea e favorece a adesão de células e proteínas formadoras de tecido ósseo ao seu redor.

Essa reação é essencial para manter o implante fixo e estável por muitos anos. A cirurgia com implantes antigos poderiam levar até 6 meses para cicatrizar, enquanto que com os implantes mais modernos a cicatrização pode ocorrer um mês (em casos favoráveis).

Os implantes mais modernos também reduziram consideravelmente a chance de rejeição pelo organismo. Assista ao comentário do Dr. Roberto Markarian, diretor da ImplArt Odontologia e especialista em implantes dentários mais modernos.

A Clínica ImplArt possui completa equipe odontológica estrutura bem como tecnológica avançada. Venha nos fazer uma visita. Em caso de dúvidas, sobre preço ou tipo de tratamento, agende uma consulta ou entre em contato conosco. Ficaremos felizes em atendê-lo.

Implante pega doença periodontal?

Os implantes dentários podem sofrer com doença periodontal (periimplantite), e ela ocorre na maioria das vezes por causa de uma higienização oral inadequada. A doença periodontal é uma doença crônica de origem bacteriana que manifesta uma série de condições inflamatórias que afetam os tecidos gengival e ósseo que torno dos dentes.

Os implantes dentários com prótese fixa são indicados para suprir a ausência dentes, sendo capazes de devolver a estética e a capacidade mastigatória. No entanto, o paciente que passa por uma reabilitação com implantes dentários deve adotar algumas condutas para mante-los saudáveis e firmes ao longo dos anos, sendo as principais o cuidado com a higiene oral e as visitas regulares ao consultório dentário.

O que é doença periodontal?

As bactérias presentes na placa acumulada na superfície dentária é a responsável pela inflamação dos tecidos. Inicialmente ela causa inflamação das gengivas (gengivite), em casos moderados há o surgimentos de bolsas periodontais, que é quando a gengiva perde aderência e adquire o formato de bolsa.

As bolsas periodontais abrem espaço para atividade bacteriana na região abaixo da gengiva, causando inflamação e deterioração progressiva do tecido ósseo responsável pela sustentação do implantes. Essa condição quase sempre leva a mobilidade e perda do implante dentário.

Vale ressaltar que a periimplantite nem sempre é causada por problemas de higienização oral inadequada, portanto é essencial que o o paciente retorne ao consultório para avaliações periódicas dos implantes. Ela deve ocorrer cerca de uma vez por ano ou a critério do dentista. Em muitos casos, somente o olhar profissional do dentista é capaz de identificar problemas com os implantes ainda em fase inicial.

Paciente com história desta doença pode receber implantes dentários?

Nesses casos, os implantes são indicados com bastante critério. Antes de pensar na cirurgia da colocação de implantes dentários, o cirurgião implantodontista, junto com o periodontista, se concentram em paralisar a infecção. A região afetada por doença periodontal é previamente preparada com uma limpeza profissional.

Esse procedimento não traz desconforto ao paciente, porque é realizado sob anestesia local. Também pode ser prescritos antibióticos para controle e prevenção de infecções. Conheça a ImplArt Odontologia com estrutura e equipe especializada em implantes dentários. Agende uma consulta, ficaremos felizes em recebê-lo!

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011