Tag: essa

Retenção dos dentes de leite

Os dentes de leite são os primeiros a nascer na boca ajudando no crescimento do osso, responsável por dar suporte aos dentes. Eles são muito importantes para ajudar as crianças na articulação das palavras e na mastigação. É normal que esses dentes caiam para a chegada dos dentes permanentes que vão acompanhar a pessoa para o resto da vida.

A ausência de dentes pode causar um desequilíbrio funcional e estético no sorriso

A troca só acontece quando o dente permanente está no local para substituir, ou seja, os dentes de leite só caem quando seu substituto já está posicionado. Conforme o dente permanente se forma, a raiz do dente de leite é reabsorvida até que ele fique totalmente sem suporte. Por consequência, ele fica mole e cai.

Porque o dente de leite não cai ?

Quando o dente permanente não está pronto para realizar essa substituição, o processo natural que ocorre dentro do osso fica interrompido e não há a absorção da raiz dos dentes de leite.

Dessa forma, o dente fica retido e não cai. Entretanto, a presença desse dente no meio da arcada permanente atrapalha não só a estética, como também a mordida também fica comprometida.

Caso a retenção do dente ocorra em uma criança, procure um odontopediatra para orientação e verificação.

às vezes os dentes de leite permanecem na boca até a idade adulta do paciente, principalmente se o permanente não existir (agenesia dentária)

Existe algum tratamento para esse caso?

Cada caso com dentes de leite que não caem deve ser avaliado individualmente porque é necessário examinar o posicionamento do dente, mas em geral os dentes de leite que não romperam devem ser substituídos por um dente artificial.

Ele é retirado cirurgicamente e logo em seguida um implante dentário é colocado em seu lugar para deixar a arcada uniforme e melhorar a mordida.

Conheça a ImplArt Odontologia

Se você ficou com alguma dúvida sobre implante dentário e coroa para substituir dentes, entre em contato com a nossa equipe ou agende uma consulta através do nosso WhatsApp clicando no botão abaixo. Ficaremos felizes em atendê-lo!

Tipos de conexões de próteses

Conheça mais sobre conexões de próteses com implantes

Para realizar as conexões de próteses, a Odontologia possui algumas opções como o sistema cone morse, o hexágono externo e o hexágono interno.

Conexões de próteses – Cone-Morse

Na Implantodontia, o sistema cone morse tem como característica principal eliminar a contaminação bacteriana entre o implante o componente do novo dente, que eventualmente poderia acontecer em implantes convencionais. Dessa forma, a proteção contra as bactérias deixa o tecido ósseo e gengival que circundam o implante mais estáveis. Dessa forma, eles ficam mais semelhantes aos tecidos originais da boca mesmo com o passar dos anos. A origem da conexão cone morse não começou pela odontologia.

Stephen A Morse, em 1864, percebeu que precisava de uma nova maneira para fixar e guiar as brocas helicoidais e assim, criou sua série de hastes cônicas. O sistema é utilizado até hoje com uma padronização de oito tamanhos, identificados pelos números de 0 a 7. Na odontologia, esse sistema foi adaptado e introduzido à linha de implantes dentários que anteriormente disponibilizavam apenas dois modelos de adaptação protética: o padrão Branemark de hexágono externo e a conexão de hexágono interno.

Conexões de próteses – Hexágono Externo

A técnica de hexágono externo é a mais antiga e a mais utilizada em conexões de próteses, embora seu uso esteja diminuindo por causa de outras conexões mais modernas sendo desenvolvidas. É considerado implante é universal e atende a todos os tipos de instalações protéticas, em carga imediata ou precoce. Por outro lado, seu diferencial é o preço, que é menor do que os outros sistemas convencionais. Além disso, essa conexão ajuda o reabilitador, já que existem várias opções de encaixe do componente protético sobre o implante. São 12 tipos de encaixes. Isso certamente facilita a situação de casos em que os implantes são muito próximos e com muitos elementos para a instalação.

Conexões de Próteses – Hexágono Interno

O hexágono interno fornece uma longevidade protética e biomecânica maior. Ele também ajuda na redução do estresse do parafuso durante a retenção do componente, já que ele precisa se adaptar dentro do implante a 2,6 mm. Essa técnica é primordialmente indicada para casos múltiplos e também para unitários. Converse com um de nosso especialistas caso tenha alguma dúvida sobre o tipo de implante indicado para seu caso bem como as conexões de próteses.

Coroas e próteses em metalocerâmica – porcelana tradicional

As coroas e próteses em metalocerâmica são uma opção clássica para pessoas que perderam um ou mais dentes, para cobrir totalmente ou parcialmente uma coroa danificada ou para melhorar a aparência, formato ou alinhamento dos dentes. Coroa dentária de porcelana é o nome popular da coroa metalocerâmica, hoje porém, há outros tipos de porcelanas para coroas dentárias

Vantagens das próteses metalocerâmicas

As coroas metalocerâmicas tecnologia tem como pontos positivos: resistência, alto nível de durabilidade e aparência. Com as novas gerações com formulações diferenciadas de porcelanas se assemelham muito aos dentes naturais. No seu acabamento final as próteses de porcelana recebem um brilho especial para que não fiquem escuras sob o efeito da luz negra.

Como são feitas as coroas em metalocerâmica

Uma coroa metalocerâmica é constituída de uma estrutura interna de metal, que posteriormente é revestida de porcelana (cerâmica).

Coroa metaloceramica estrutura de metal pronta para uma coroa de implante e para um dente natural

As coroas em metalocerâmica têm uma grande capacidade de se combinar com a coloração natural dos dentes vizinhos. Ela pode ser indicada por exemplo para: substituir uma grande restauração, proteger um dente enfraquecido, realizar próteses de um ou mais dentes, restaurar um implante dentário, prótese total para substituir todos os dentes de uma arcada. Em suma, para a confecção da prótese, o paciente e o dentista vão decidir qual a melhor opção para cada pessoa.

Qual material é melhor? A coroa em zirconia (esquerda) ou metaloceramica (direita). A resistência das peças é semelhante mas há uma grande vantagem na estética da coroa que não contém metal no seu interior.

Se for prótese em metalocerâmica, o especialista vai escolher a cor correta para que ela se uniformize com os dentes naturais. Antes de realizar a sua coroa de porcelana definitiva você receberá uma coroa dentária provisória. Em alguns casos de reconstrução de dentes naturais por coroas de porcelana, os dentes com canal tratado precisarão de um pino de reforço interno chamado núcleo dental.

Protese fixa protese metaloceramica para 3 dentes ( o dente central está ausente). O fio dental não passa entre os dentes neste tipo de prótese.

Desvantagens da coroa metalocerâmica

O metal estrutural da metalocerâmica é o principal ponto forte da prótese em metal+porcelana (resistência), porém é sua principal desvantagem também. O metal interno da prótese ou coroa dentária pode deixar o trabalho menos estético pois:

  • Pode aparecer uma mancha escura no dente por translucidez o metal.
  • A prótese dentária pode ficar acinzentada
  • Uma coroa de porcelana metalocerâmica pode exibir metal no seu bordo deixando a gengiva escura
  • A porcelana de prótese pode se destacar um dia, deixando o metal nu exposto
  • São de difícil conserto em caso de fratura
  • São dentes menos vivos do que dentes naturais ou próteses mais modernas como a zircônia dentária.
Prótese metaloceramica ao receber luz pode revelar a opacidade do metal em seu interior

E se eu não quiser ter metais em minha boca?

Outra opção à metalocerâmica podem ser as porcelanas sem metal (metal-free), que é muito bem indicada para os dentes anteriores ou para pessoas alérgicas a metais. Hoje em dia há vários tipos de coroas sem metal incluindo coroas feitas em computador, nos quais os moldes não são feitos com massa e sim com moldes digitalizados.

A ImplArt Odontologia possui um laboratório de prótese dentária próprio, dentro da clínica. Isso certamente facilita a comunicação entre dentistas e protéticos bem como diminui o tempo de confecção da prótese. O laboratório de prótese interno é totalmente equipado com tecnologias digitais e impressoras 3D de dentes. Se você ficou com alguma dúvida, entre em contato com a nossa equipe ou então agende uma consulta com a nossa equipe especializada. Ficaremos felizes em recebê-lo!

Copyright ImplArt Odontologia 2009 - 2020

CRO-SP 9993 

 

R. Cincinato Braga, 37 - conj. 112

Bela Vista - São Paulo-SP - Brasil

CEP 01333-011