A prótese tipo protocolo Bränemark consiste na reabilitação total de pacientes que perderam seus dentes há muitos anos e que possuem sua parte óssea prejudicada. Nesses pacientes, as próteses móveis normais, parciais e dentaduras ficam muito soltas. A técnica do médico ortopedista sueco, Per-Ingvar Bränemark, teve início nos anos 60, mas em 1969 ela foi otimizada para próteses fixas.

O tratamento de Bränemark é caracterizado em duas etapas, cirúrgica e protética, com intervalos de quatro a seis meses para mandíbula e maxila. Mas, atualmente com os avanços alcançados pela odontologia é possível realizar a implantação em 72 horas (em alguns casos).

 

 À Esquerda: 6 implantes na arcada superior e 4 implantes na arcada inferior são suficientes para repor todos os dentes da arcada.

 

Abaixo: Aspecto de próteses em Resina prontas para instalação.

 

 

 Primeiramente, são instalados quatro, cinco ou seis implantes, que ficam em repouso durante quatro meses e a partir daí servem como sustentação para uma prótese fixa.  Sobre esses implantes os pilares são aparafusados e em cima deles, a prótese, que é feita a partir de uma barra metálica onde os dentes acrílicos (Resina) são fixados.

Com o protocolo de Bränemark, os pacientes que têm vergonha de seu sorriso ou problemas com a alto-estima, por causa da perda de seus dentes, podem voltar a sorrir normalmente, já que a capacidade fonética, a mastigação, a deglutição melhoram, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

 

 

 

Palavras-chave: protocolo Bränemark, prótese, reabilitação, dentista, dentes, técnica, óssea, sorriso, implantes, odontologia, Dentadura Fixa


Estética Dental

Implante Dentário